Home Bingo Acordo obriga bingos do Paraná a pagarem salários.
< Voltar

Acordo obriga bingos do Paraná a pagarem salários.

28/05/2003

Compartilhe

Os donos de bingos se comprometeram ontem, em uma audiência na Delegacia Regional do Trabalho (DRT), em Curitiba, a pagar os salários que ficaram devendo aos quase 4 mil funcionários que demitiram após o seu fechamento. O sindicato patronal (Sindibingos) fechou um acordo com os representantes dos trabalhadores, que queriam garantir os direitos trabalhistas básicos. Alegando dificuldades financeiras, algumas empresas não estavam cumprindo com suas obrigações legais.
Negociação
O acordo de ontem prevê que os donos das casas de jogo não precisam pagar, pelo menos por enquanto, outros direitos garantidos pela lei. O 13.º salário, o aviso prévio e as férias só serão quitados mais tarde. "Dentro das atuais circunstâncias, foi um avanço. Cada bingo estava fazendo de um jeito a negociação", afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Bingo (Sitrabingo), Janete do Rocio Nowakowski. "Agora, eles vão ter de seguir essas regras", disse ela.O caso do desrespeito à legislação trabalhista chamou a atenção da DRT depois que o presidente do Sindibingos, Gianfranco César Zambom, foi preso na semana passada sob a acusação de ter tentado extorquir seus ex-funcionários. Dono do bingo Ventura, em Curitiba, Zambom teria exigido que os trabalhadores demitidos devolvessem o valor da indenização do contrato de trabalho. O empresário nega a extorsão e diz que tinha feito um acordo com os funcionários, que devolveriam o dinheiro com a condição de serem recontratados caso os bingos consigam autorização para reabrir.
Os bingos foram fechados no Paraná por um decreto do governador Roberto Requião, que anulou a permissão de seu funcionamento. Na reunião de ontem, os sindicatos de trabalhadores afirmaram que vão se empenhar, junto com o sindicato patronal, para tentar reabrir os bingos no estado.

Gazeta do Povo (PR)