Home Bingo Bingos fechados na maior parte das capitais.
< Voltar

Bingos fechados na maior parte das capitais.

21/02/2004

Compartilhe

São Paulo – Apesar da disposição repressiva anunciada pelo governo, pelo menos duas das 15 casas de bingo de Belo Horizonte funcionavam na manhã deste sábado – o Bingo São Paulo e o Real Vídeo Bingo. Na maioria das grandes cidades brasileiras os bingos amanheceram fechados, mas as máquinas caça-níqueis instaladas em estabelecimentos comerciais comuns, como bares e lanchonetes, funcionavam normalmente em todas as cidades. Por volta de 10 horas deste sábado o Bingo São Paulo, em Belo Horizonte, estava lotado. Aberto há uma semana, o Real Vídeo Bingo também abriu no sábado. "É só hoje, amanhã, domingo, nós vamos fechar", informou o funcionário Júlio Souza, de 21 anos, que não tem carteira assinada e resignava com o desemprego: "Vou ficar à toa de novo, fazer o quê?" No Rio a Polícia Federal prometia, de manhã, uma fiscalização nas casas de bingo, mas todas amanheceram fechadas. Em Fortaleza, os principais bingos permaneceram fechados. Um servente do Bingo Savanah, na Praça do Ferreira, disse estava ali apenas para fazer a limpeza e que o bingo não ia abrir. O Bingo Jangada, na Rua Floriano Peixoto, nem tinha vigilantes. Todas casas de bingos de Porto Alegre amanheceram fechadas e a maioria delas não deixou sequer funcionários de plantão para dar explicações. A Polícia Federal não fiscalizou as casas no sábado cedo por não ter ainda orientações de Brasília. Alguns bingos orientavam seus clientes a que telefonassem na quarta-feira para saber de possíveis novidades. No Paraná, onde o governo estadual tinha fechado 41 das 42 casas de bingo existentes no Estado (18 delas em Curitiba), o Village Bingo, de Curitiba, a única casa que continuava aberta no Estado, fechou na tarde de sexta-feira e não abriu no sábado. No Mato Grosso do Sul, as seis casas de bingo existentes em quatro cidades fecharam as portas até que haja uma solução legal para seu funcionamento. Até aqui os bingos funcionavam legalmente no Estado graças a um decreto do governador José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT. O governador disse em Corumbá, no Pantanal, que a MP presidencial extinguiu a validade do seu decreto. Em Salvador, as casas de bingo fecharam às 20 horas de sexta-feira e não abriram mais. Os donos anteciparam o fechamento, segundo disseram, para evitar constrangimentos aos clientes e só vão discutir o assunto a partir da quarta-feira. A Superintendência Regional da PF informou que qualquer ação contra os bingos também só deve ocorrer se for o caso depois do carnaval. Em Campinas (SP), as 11 casas de bingo dispensaram funcionários e clientes no início da noite de sexta-feira e não abriram neste sábado. A decisão de fechar foi tomada antes do anúncio oficial da MP assinada pelo presidente Luíz Inácio Lula da Silva. Segundo um funcionário de um bingo, o fechamento antecipado ocorreu porque os donos dos bingos temiam a apreensão e lacração dos locais. Na região do Vale do Vale do Paraíba (SP), cerca de 20 bingos existentes fecharam por volta da uma hora da madrugada de sábado e não abriram mais. Não havia policiamento nos locais onde ficam os bingos. Apesar da ampla divulgação da MP, alguns apostadores foram até os bingos logo cedo. "Vim aqui (Bingo do Vale, em Taubaté) para saber se ia funcionar, mas pelo jeito não vai. Belo presente que o Lula nos deu. Tirou o emprego e a diversão de milhares de brasileiros", disse o aposentado José Ângelo Ribeiro. As principais casas de bingo do Distrito Federal amanheceram fechadas. Em alguns deles, havia apenas movimento de uns poucos funcionários fazendo limpeza. A maior parte dos bingos já havia sido lacrada no dia anterior, quando a PF havia realizado uma megaoperação de busca e apreensão em 16 casas de jogo, atendendo à determinação do juiz-substituto da 10ª Vara Federal, Clóvis Barbosa de Siqueira. Cerca de 600 máquinas eletrônicas, dinheiro, livros contábeis, computadores e diversos documentos foram apreendidos pelos mais de 100 agentes federais envolvidos na operação. Estadão