Home Blog A volta dos cassinos ao Brasil? (1)
< Voltar

A volta dos cassinos ao Brasil? (1)

08/02/2019

Compartilhe

Deputado Paulo Azi (DEM-BA)

Membros do alto escalão do governo Bolsonaro estariam incentivando um projeto de regulamentação dos jogos de azar no Brasil. Na última quarta-feira, 6, o deputado Paulo Azi (DEM-BA) apresentou na Câmara um projeto que autorizaria a abertura de uma quantidade limitada de hotéis resort nos Estados abrirem cassinos, logo após participar da reunião da Frente Parlamentar em Defesa do Turismo junto do ministro Marcelo Álvaro Antonio.
Segundo o deputado Azi disse ao BR18, o próprio presidente Jair Bolsonaro teria dado declarações que indicam apoio ao projeto. Durante a campanha eleitoral do ano passado, o então candidato deu uma declaração na direção oposta em uma de suas “lives” no Facebook. “Eu vou legalizar os cassinos no Brasil? Dá para acreditar em uma mentira dessas? Aqui no Brasil se tivesse seria uma grande lavanderia, seria para lavar dinheiro e destruir as famílias”, disse Bolsonaro. (Coluna BR18)

A volta dos cassinos ao Brasil? (2)
Um dos mitos das proibições dos jogos de azar no Brasil, que ocorreu no governo Dutra, é que o então presidente emitiu o decreto muito em função de sua esposa, Dona Santinha, católica fervorosa e contrária aos jogos. Apesar da força da ala religiosa neste governo, o deputado Paulo Azi acredita que o Congresso está mais aberto à questão. “Sinto que cresce entre os parlamentares o sentimento que o Brasil não pode prescindir de uma atividade econômica que está consolidada na maioria dos países do mundo, e que trará para o nosso País altos investimentos, gerando milhares de empregos e receita com o recolhimento de impostos”, disse.
A ideia, segundo Azi, é estimular o turismo no Brasil. Na proposta apresentada pelo parlamentar, os resorts poderiam abrir unidades de cassinos em suas dependências de acordo com o número de habitantes: Estados com até 15 milhões de habitantes poderiam ter um cassino; entre 15 milhões e 25 milhões, seriam dois cassinos. Estados com mais de 25 milhões teriam até 3 cassinos. No projeto, ele destaca também a importância do governo adotar “políticas, procedimentos e controles internos de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo”. Em 2014, o deputado Ciro Nogueira (PP-PI) tentou a regulamentação, mas o projeto acabou arquivado. (Coluna BR18)