Home Blog Fux testa positivo para Covid-19, mas mantém julgamentos
< Voltar

Fux testa positivo para Covid-19, mas mantém julgamentos

15/09/2020

Compartilhe

Presidente do STF, ministro Luiz Fux, que conduzirá as sessões de sua residência, manteve o julgamento das ações sobre o monopólio das loterias (Foto Ascom STF)

A Assessoria de Comunicação da Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) informa que o ministro Luiz Fux testou positivo para Covid-19. O presidente buscou serviço médico no Rio de Janeiro na segunda-feira (14/9) ao apresentar aumento de temperatura corporal. A suspeita é de que possa ter contraído o novo coronavírus em almoço de confraternização familiar no último sábado (12/9). O ministro seguirá os protocolos de saúde e ficará em isolamento pelos próximos 10 dias.

O presidente Luiz Fux passa bem e pretende conduzir a sessão ordinária do Plenário nesta quarta-feira (16/9). Fux conduzirá a sessão de sua residência, com os demais ministros acessando os trabalhos também à distância, em sessão remota, como o Supremo vem fazendo desde o início das medidas de distanciamento social para combate à pandemia da Covid-19, em março deste ano.

Na semana passada, o recém-empossado presidente do STF anunciara as prioridades de pauta, depois de um discurso de posse focando na reafirmação da independência entre os Poderes da República. O anúncio foi feito na

Estão mantidas as pautas das sessões ordinárias e extraordinárias do Plenário que serão realizadas até o final do ano, inclusive a da próxima quarta-feira, dia 23 de setembro, que reunirá o colegiado para julgar as Arguições de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 492 e 493, que tratam do monopólio da União para explorar loterias. Já Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4986) questiona normas do Estado de Mato Grosso sobre o tema da exploração de modalidades lotéricas pela Loteria do Estado do Mato Grosso. As três ações são de relatoria do ministro Gilmar Mendes.