Home Blog Legalização dos cassinos na Venezuela comprova o tamanho do atraso brasileiro
< Voltar

Legalização dos cassinos na Venezuela comprova o tamanho do atraso brasileiro

18/01/2020

Compartilhe

A decisão de Nicolás Maduro em reabrir o cassino para que os recursos sejam destinados para saúde e educação comprova o tamanho do atraso do Brasil neste setor.

A saúde e a educação no Brasil vão continuar sendo privadas dos recursos que poderiam ser arrecadados com a legalização de todas as modalidades não reguladas em operação como bingos, caça-níqueis, jogo do bicho, jogo online, apostas esportivas e cassinos. Somente a tributação atual geraria cerca de R$ 6 bilhões para os cofres do governo.

Enquanto isto, ficamos neste debate inócuo com a bancada evangélica se jogo de azar é pecado. Na verdade, os religiosos tinham que abandonar o lobby para manter o jogo na clandestinidade e entender que a legalização seria melhor para proteção do cidadão dos efeitos nocivos do jogo clandestino, além de que o jogo não começaria no Brasil a partir da criação do marco regulatório para este setor.

O verdadeiro desafio do jogo é a criação e o estabelecimento de leis e regulamentos, que permitam aos cidadãos exercerem seu desejo de jogar sob os olhos atentos de regras claramente definidas pelo Estado e sua efetiva aplicação.