MagocomSexta-Feira, 24 de Fevereiro de 2017 Assine o BNLCadastre-se
Blog do editor









Busca

Blog do editor < Voltar

Blog do editor

Magnho José

 

Advogados do Bingo Coliseu e Roma pede agilidade no julgamento da repercussão geral no STF 23/02/2017 11:47:08

O advogado Laerte Gschwenter defendeu a validade da decisão do STF durante o fechamento do Bingo Coliseu e Roma

O advogado Laerte Gschwenter, que defende o Bingo Coliseu e Roma ingressou com petição no Supremo Tribunal Federal pedindo a “inclusão em Pauta/Plenário com urgência, dadas as circunstâncias que permeiam o caso, especialmente o interesse público e particular”.

O advogado também relata em seu pedido, que o ministro Dias Toffoli já negou segmento em outro Recurso Extraordinário oposto pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul.

“Não menos importante, necessário esclarecer que a matéria em questão já tivera uma decisão negando segmento ao Recurso Extraordinário oposto pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, qual seja, RE 976.344, sob a relatoria do MD Ministro Dias Toffoli, feito também sob o patrocínio dos bacharéis que subscrevem este petitório, onde  ocorrera o efetivo trânsito em julgado em data de 13/10/2016, cuja relevância impõe-se como indiscutível, o que requer seja avaliado por Vossa Excelência”, informa Gschwenter.

Ao final, os advogados Laerte Luis Gschwenter e Maria Carolina Peres Soares Gschwenter solicitam autorização para sustentação oral na Sessão de Julgamento do Recurso Extraordinário, que provocou a repercussão geral sobre os jogos de azar.

[0] Comentários

Via Repercussão Geral do STF 23/02/2017 11:46:28

Á Coluna, um advogado que entende muito do meio jurídico e do pensamento dos ministro do STF, comentou que existem grandes possibilidades do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal do Recurso Extraordinário-RE 966.177 (Repercussão Geral) sobre a (in)aplicabilidade do artigo 50 do DL 3.688/41, que estaria em confronto com a Constituição resolver o problema da legalidade dos jogos de azar.

[2] Comentários

Extração 4317 da Quina foi realizada na manhã desta quarta-feira 23/02/2017 11:44:02

Não houve atraso na divulgação do resultado da Extração 4317 da Quina. Na verdade, o sorteio da referida extração foi realizado na manhã desta quarta-feira (23).

Não existe nenhum problema em adiar uma extração, o problema está em não informar o verdadeiro motivo para os apostadores. A Caixa postou a seguinte mensagem no site da Quina: “Desculpe, um erro ocorreu. Tente novamente em alguns instantes”.

[0] Comentários

JCB lança nova modalidade de aposta 23/02/2017 11:43:14

O Jockey Club Brasileiro e a PMU lançam nesta quinta-feira (23), uma nova modalidade de aposta: o Duelo, semelhante ao já conhecido “Um na Frente do Outro”, mas com variações em relação à apreciada modalidade extra-hipódromo. O Duelo consiste em escolher entre dois corredores previamente selecionados pelo JCB. O ganhador será o que chegar à frente, mas necessariamente entre os três primeiros colocados do páreo.

Existe outra opção nesta modalidade, que é apostar que nenhum dos dois selecionados finalizará entre os três primeiros do páreo. A aposta poderá ser feita no Hipódromo da Gávea, nas lojas credenciadas pelo JCB, pela internet ou pelo Teleturfe e o rateio do Duelo terá como base a pedra das Trifetas. A aposta mínima será de R$ 5,00 e a máxima de R$ 1.000,00.

Quinexata com bonificação de R$ 910 mil e Super Betting com R$15 mil nesta quinta-feira

O início da Quinexata nesta quinta-feira (23) será no 5º páreo da jornada. Um pouco depois do início do Pick 7, que começa no 3º. A bonificação para a Quinexata é de R$ 910 mil. O Super Betting, no 7º vem com R$ 15 mil de bonificação.

Já a quadrifeta tem uma garantia de R$ 10 mil nos 4º e 6º páreos da programação. Já no 9º páreo do programa, ela pagará a quantia de R$ 20 mil. Vale lembrar que o valor do bilhete mínimo da Quinexata é de R$ 8,00, enquanto o do Super Betting é de R$ 4,00. (JCB)

[0] Comentários

Amy Poehler e Will Ferrell criam seu próprio cassino em pôster e trailer de comédia 23/02/2017 11:42:16

A Warner divulgou o pôster e o primeiro trailer da comédia “The House”, estrelada por Amy Poehler (série “Parks and Recreation”) e Will Ferrell (“Pai em Dose Dupla”). A trama gira em torno de um casal que, após gastar toda a poupança destinada à faculdade da filha, convence seus amigos a iniciar um cassino ilegal em seu porão.

“The House” marca a estreia na direção do roteirista Andrew Jay Cohen (“Vizinhos” e “Os Caça-Noivas”), que também escreveu a história em parceria com Brendan O’Brien (seu parceiro em “Vizinhos” e “Os Caça-Noivas”).

A estreia está marcada para 30 de junho nos Estados Unidos, mas apenas três meses depois, em 14 de setembro, no Brasil. (Pipoca Moderna)

 

[0] Comentários

Sané pede desculpas após fazer gol que fez apostador perder R$ 110 mil 23/02/2017 11:40:54

Sané pediu desculpas no Twitter

Leroy Sané fez um gol e tanto para o Manchester City na vitória da última terça-feira pela Liga dos Campeões, mas, além dos torcedores do Monaco, teve gente que não ficou muito satisfeita com isso. Afinal, um torcedor apostou que o Atlético de Madrid venceria o Bayer Leverkusen por 4 a 2 na Alemanha e que o City bateria o Monaco por 4 a 3. O primeiro resultado ele cravou. O segundo ele ficou no quase... não fosse o gol de Sané, que foi a público pedir desculpas ao apostador pelo "prejuízo" de 34.200 euros (R$ 110 mil).

- Eu li sobre o assunto nos jornais... Desculpe por isso, pobre rapaz - disse Sané, autor do gol que decretou a vitória por 5 a 3, em postagem no Twitter.
O pedido de desculpas, evidentemente, é uma brincadeira do atacante do Manchester City. Afinal, com o triunfo por 5 a 3, o time de Guardiola pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta em Mônaco que se classifica para as quartas de final da Liga dos Campeões. (Por GloboEsporte.com - Manchester, Inglaterra)

[0] Comentários

Alexandre de Moraes defende legalização dos jogos de azar durante sabatina na CCJ do Sendo 22/02/2017 21:35:27

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) perguntou a opinião de Alexandre de Moraes sobre o projeto, em tramitação no Senado, que legaliza os jogos de azar. O senador é favorável à proposta

A Comissão de Constituição e Justiça – CCJ do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (21) a indicação de Alexandre de Moraes para ocupar a vaga do ministro Teori Zavascki por 19 votos a 9. Nome agora será votado pelo Plenário.

Durante quase 12 horas, o indicado para cargo de ministro STF, o ministro da Justiça Licenciado, Alexandre de Moraes respondeu a perguntas dos senadores, incluindo o relator da matéria. Parlamentares da base governista ficaram satisfeitos; a oposição questionou o vínculo político-partidário de Moraes.

Durante a sabatina, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) questionou Alexandre de Moraes sobre a legalização dos jogos de azar e do projeto que tramita no Senado.

Em relação aos jogos de azar, o advogado ressaltou que a Constituição não proíbe e que se trata de uma “opção do legislador”. Ele destacou o modelo adotado pelos Estados Unidos, que congrega cassinos, shoppings, resorts, lojas, hotéis e shows para estimular o turismo e a presença de toda a família.

Moraes descreveu os modelos de operação de jogos na Europa, Estados Unidos e Macau, comentou sobre fiscalização e lavagem de dinheiro. “Não é porque não temos jogos de azar que não temos lavagem de dinheiro. Se houver essa opção do legislador, é preciso verificar o modelo a ser adotado”. O indicado para o STF também defendeu que se aprovado, os jogos de azar devem ser usados para fomentar o turismo.

Como o tema é de extrema importância para o setor, o BNL vai transcrever os diálogos entre o ministro da Justiça Licenciado, Alexandre de Moraes e o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que votou contrário ao requerimento do senador Magno Malta para que o PLS 186/14 fosse enviado para a CCJ.   

 

ANTONIO CARLOS VALADARES (Bloco Socialismo e Democracia/PSB - SE) – Sr. Presidente, Sr. Relator, Sr. Ministro Alexandre de Moraes.

Dr. Alexandre de Moraes, iniciarei agradecendo a V. Exª a atenção com que atendeu, no Ministério da Justiça, a Bancada de Senadores do Estado de Sergipe.

Alguns assuntos que aqui foram tratados V. Exª não pode aprofundar. Talvez os jogos de azar, não sei se ainda chegou alguma ação no Supremo, mas sabemos que no Rio Grande do Sul há uma questão que ainda não foi resolvida sobre jogos de azar e isso tende a chegar no Supremo.

Enquanto não chega, nós podemos falar abertamente desse assunto, uma vez que aqui, no Senado Federal, por iniciativa do Senador Ciro Nogueira, chegamos a discutir, no plenário, depois. O próprio Plenário resolveu retardar o seu andamento para aperfeiçoar essa matéria no âmbito da Comissão de Justiça, uma vez que ela tinha passado em uma comissão especial e, dessa comissão especial, a matéria foi direto para o plenário.

Eu gostaria de saber, em resumo, o que V. Exª acha sobre a implantação dos jogos de azar no Brasil, já que, no mundo inteiro, dos 156 países da rota do turismo, somente Cuba, o Brasil e os países islâmicos não adotam os jogos de azar.

Nós sabemos que existem vantagens e desvantagens. A desvantagem é, por exemplo, a dificuldade na fiscalização; o vício, que pode se perpetuar nas pessoas e a lavagem de dinheiro. Mas há quem aponte também benefícios, como, por exemplo, aumentar a arrecadação federal e, se forem permitidos, também a arrecadação dos Estados e Municípios.

Então, eu gostaria de saber da opinião abalizada de V. Exª a respeito desse assunto, deste projeto que está em curso aqui, no Senado Federal, para ser aperfeiçoado e tenho certeza de que ainda vai ser votado. Isso vai dar uma arrecadação, no mínimo, de vinte bilhões por ano. Nos Estados Unidos é considerado um ponto importante. Cento e quarenta e seis bilhões é a arrecadação que lá existe em razão da aplicação dos jogos de azar.

 

PRESIDENTE (Edison Lobão. PMDB - MA) – Alexandre de Moraes.

ALEXANDRE DE MORAES – Eu agradeço as questões colocadas pelo Senador Valadares. Começo pela última, Senador. [sobre a superlotação carcerária] (...)

Para encerrar, Senador Valadares, a questão dos jogos de azar. A Constituição nem determina e nem proíbe a questão de jogos de azar. Isso entra dentro de uma opção do legislador, ou seja, do Congresso Nacional. A questão de fiscalização, de lavagem de dinheiro, veja, não é porque nós não temos jogos de azar que nós não temos lavagem de dinheiro. Ou seja, essa é uma questão a latere ["a seu lado"] que deve ser tratada.

O mais importante, parece-me, se houver essa opção do legislador, é verificar o modelo a ser adotado. E eu digo por que: obviamente, em havendo opção do legislador. Alguns países, Estados Unidos, Macau, adotaram modelo de fazer uma ligação entre cassinos, jogos, com shoppings, lojas, resorts, hotéis, show, para que fosse frequentado, se fosse, por toda a família. E outros países, principalmente os europeus, fizeram algo de forma mais isolada. Só, em determinados países, com cassinos, jogos de azar.

Se nós verificarmos essa diferenciação, nos locais onde tudo é em conjunto, em alguns locais somente, em algumas instâncias, isso floresceu. Na Europa, se nós verificarmos os países, isso não floresceu porque a família quando vai viajar, aquele que quer jogar não vai largar a família e deixar um aqui ou ali. São opções diversas. Isso é para eventualmente, eu repito aqui, em havendo essa opção por parte do Congresso Nacional, isso deve ser, a meu ver, bem analisado para fomentar, em havendo a opção positiva, fomentar o turismo, fomentar o turismo interno e externo.

Repercussão da declaração do ministro da Justiça Licenciado, Alexandre de Moraes

Agência Senado: Alexandre de Moraes responde sobre legalização dos jogos de azar

Em relação aos jogos de azar, o advogado ressaltou que a Constituição não proíbe e que se trata de uma “opção do legislador”. Ele destacou o modelo adotado pelos Estados Unidos, que congrega cassinos, shoppings, resorts, lojas, hotéis e shows para estimular o turismo e a presença de toda a família.

***

Consultor Jurídico: Legalização de jogos de azar

“Sabemos que existem vantagens e desvantagens [em legalizar os jogos de azar]. A desvantagem é, por exemplo, a dificuldade na fiscalização, ou o vício, que pode se perpetuar nas pessoas e a lavagem de dinheiro. Mas há quem aponte também benefícios, como aumentar a arrecadação federal e, se forem permitidos, também a arrecadação dos estados e municípios.”

*** 

Poder 360

Sobre os jogos de azar, disse que cabe ao Congresso Nacional legislar sobre o assunto. “Não é porque não temos jogos de azar que não temos lavagem de dinheiro. O mais importante é verificar o modelo a ser adotado”, afirmou.

*** 

O Antagonista: Alexandre de Moraes sobre os jogos de azar

Antonio Carlos Valadares perguntou a opinião de Alexandre de Moraes sobre o projeto, em tramitação no Senado, que legaliza os jogos de azar. O senador é favorável à proposta.

A resposta:

"A Constituição não determina nem proíbe: é uma opção do legislador. A questão de fiscalização, de lavagem de dinheiro... Veja, não é porque não temos jogos de azar que não temos lavagem de dinheiro. Se houver essa opção do legislador, é preciso verificar o modelo a ser adotado."

*** 

El Pais

Sobre a legalização dos jogos de azar, Moraes diz que é uma opção do Congresso, já que a Constituição não os proíbe nem os permite. Moraes defendeu que se aprovados os jogos de azar, eles devem ser usados para fomentar o turismo.


[2] Comentários

Presidente do BNDES promete leilão da LOTEX para este ano 22/02/2017 21:34:16

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos afirmou ainda que ainda em 2017 serão feitos leilões de distribuidoras de energia e da Lotex

A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos, afirmou nesta terça-feira, 21, que a instituição deve lançar, na próxima sexta-feira, os primeiros seis editais para concessões nas áreas de água e esgoto. Segundo ela, os primeiros Estados participantes são do Norte e do Nordeste do País. Serão eles Pará, Amapá, Alagoas, Pernambuco e Maranhão. Posteriormente, serão lançados editais para outros quatro Estados.

Maria Silvia participou, na tarde de hoje, de reunião no Planalto com o presidente Michel Temer e os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência). "Falamos bastante das concessões, que é uma agenda importante", afirmou Maria Silvia. "Esta semana, o BNDES, possivelmente na sexta-feira, deve lançar os primeiros editais para saneamento", afirmou.

A presidente do BNDES afirmou ainda que ainda em 2017 serão feitos leilões de distribuidoras de energia e da Lotex - o braço da Caixa Econômica Federal da área de loterias. Além disso, Maria Silvia afirmou que o BNDES conversa atualmente com os Estados a respeito de concessões na área de gás.

[0] Comentários

Roberto Carlos anuncia volta ao navio em 2018 22/02/2017 21:33:18

Roberto Carlos se apresentou em um resort na Bahia dentro do Projeto Emoções

A crise econômica fez Roberto Carlos trocar o navio onde realiza o Projeto Emoções por um resort na Praia do Forte, litoral da Bahia, após 12 anos em alto mar. Para alívio dos fãs que tiveram dificuldades e se perderam na estrutura luxuosa do hotel, o cantor anunciou que o cruzeiro voltará em 2018 e a venda de pacotes para o ano que vem já começou.

“A única diferença é que estamos em terra firme. É basicamente aquilo que a gente faz no mar pensando em agradar as pessoas que estiveram no navio. Ano que vem vai ter navio. Mas nós estamos muito contentes com o projeto em terra firme, pode ser que depois do navio a gente volte aqui”, disse Roberto Carlos em entrevista à imprensa, na última quinta (16).

O retorno do Projeto Emoções em Alto Mar soou como alívio para os fãs de Roberto Carlos que vão todos os anos ao cruzeiro e estão hospedados na Praia do Forte. Apesar do luxo, o hotel dividiu opiniões. O mais comum de se ver durante a estada no hotel, com mais de 2.000.000 de metros quadrados, foi gente perdida andando para lá e para cá, perguntando onde ficava o restaurante ou a academia.

“Fui duas vezes ao cruzeiro. Aqui a gente fica meio perdido, não é como o navio com todo aquele glamour. Acho que o navio é melhor”, compara a professora Marli Sartori.

Mãe da Angélica prefere navio com cassino

A preferência pelo cruzeiro dividiu até mesmo os pais da apresentadora Angélica, que foram convidados para assistir ao segundo show de Roberto, na quinta, e a apresentação de stand-up comedy de Tom Cavalcante, na sexta. Angelina Ksyvicks gostou do hotel. Já Francisco prefere o navio.

“É diferente, mas é gostoso. Eu gostei demais, porque há várias escolhas, fica super à vontade. No navio tem só aquilo. Tem as maquininhas [cassinos] para distrair”, elogia a mãe de Angélica. “Navio é mais compacto, todo mundo junto. Aqui é tudo distante. Eu gosto mais do navio”, avalia o pai.

Cerca de 40% dos fãs que vão ao Projeto Emoções compram pacotes para o próximo ano e outros 30% reservam, e esta é a expectativa dos organizadores para o retorno ao cruzeiro em 2018. (Com informações do UOL Música - Foto: Francisco Cepeda/Agueis)

[0] Comentários

Neymar e Bruna Marquezine: site cria aposta de quanto tempo namoro dura 22/02/2017 21:32:08

Neymar e Bruna Marquezine: são quatro opções para apostar: primeiro semestre deste ano, final de 2017, em 2018 e depois de 2019

O namoro de Neymar e Bruna Marquezine não é só um dos assuntos mais buscados na web, como também já virou uma chance de algumas pessoas ganharem dinheiro. Um site especializado em apostas, o "Bumbet", criou uma questionando aos seus internautas cadastrados de até quando vai durar o relacionamento do jogador com a atriz.

São quatro opções para os jogadores - que devem ser maiores de 18 anos - apostarem de quando chega ao fim o casal mais querido do momento: primeiro semestre deste ano, até o final de 2017, até o final de 2018 e em 2019 ou depois. Quanto maior o valor pago, menor a probabilidade. No caso de Bruna e Neymar terminarem até julho deste ano, por exemplo, os apostadores ganham dez vezes a mais o valor que jogaram.

"A aposta foi criada pela equipe de traders do site, que criam apostas especiais para que o 'Bumbet' consiga se diferenciar no mercado", explicou a assessoria de imprensa do site.

Enquanto isso...

Se depender da paixão que têm mostrado em suas redes sociais, Neymar e Bruna vão ficar juntos por um bom tempo. Mais cedo nesta terça-feira, 21, o craque compartilhou uma foto com um presente divertido que ganhou da namorada: meias com estampa de cachorrinhos. "Thanks (obrigado), mozão", disse ele na legenda. (Com EGO e Veja.com)

[0] Comentários

Alexandre de Moraes responde sobre a legalização dos jogos de azar 21/02/2017 23:20:42

Em relação aos jogos de azar, o advogado ressaltou que a Constituição não proíbe e que se trata de uma “opção do legislador”

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) questionou Alexandre de Moraes, indicado ao cargo de ministro do STF, sobre a Nova Lei de Drogas, que entrou em vigor em 2006 e é responsável pelo aumento no número de prisões. Ele também perguntou a opinião do advogado sobre a legalização dos jogos de azar, projeto que tramita no Senado.

Sobre as drogas, Moraes disse que a legislação ficou no “meio do caminho” por não fazer uma distinção objetiva entre o usuário e o traficante ligado a uma organização criminosa. Para ele, o usuário não deve ser punido com prisão.

Em relação aos jogos de azar, o advogado ressaltou que a Constituição não proíbe e que se trata de uma “opção do legislador”. Ele destacou o modelo adotado pelos Estados Unidos, que congrega cassinos, shoppings, resorts, lojas, hotéis e shows para estimular o turismo e a presença de toda a família.

Moraes ainda foi elogiado pelo senador Valadares por sua atuação à frente do Ministério da Justiça, ao atender pedidos por mais segurança pública na cidade de Aracaju com a presença da Força Nacional desde o começo deste ano.

– Tenho absoluta certeza que essa cooperação e integração entre União, governo federal e governos estaduais na segurança vai dar um salto qualitativo muito grande - afirmou o advogado.

[6] Comentários

Sobre a notícia do Relatório Reservado 21/02/2017 12:23:10

É muito difícil acreditar na possibilidade de submeter a legalização do jogo a um referendo popular, conforme divulgado na reportagem da edição do dia 13 de fevereiro do portal Relatório Reservado (veja em Destaque). Seria temeroso e de difícil dimensionamento misturar em uma mesma consulta popular a legalização do jogo, do porte de armas e do uso de drogas.

O Relatório Reservado conta com uma extensa rede de colaboradores, integrada por jornalistas de praticamente todas as grandes redações, que colaboram com notas, dicas e informes confidenciais para a newsletter. Além disso, possui também uma network pulverizada, com integrantes distribuídos por diversas empresas e instituições. Ele assegura o sigilo absoluto das suas fontes. Portanto, um dos informantes do RR pode muito bem estar ao seu lado. 

[5] Comentários

Riscos e perigos do processo de legalização do jogo 21/02/2017 12:18:43

Nos últimos três anos o processo de legalização do jogo no Brasil avançou satisfatoriamente sem sobressaltos e sem problemas com os órgãos coatores. Mas nesta segunda-feira (20), foi divulgado que a Polícia Civil de Santa Catarina enviou para a Justiça estadual o inquérito da primeira fase da operação ‘Castelo de Cartas’, que apurou a lavagem de dinheiro de uma organização criminosa especializada no jogo do bicho.

Segundo os investigadores, durante as investigações, foram inteceptadas ligações telefônicas que mencionavam o "lobby" de grandes banqueiros do jogo do bicho para liberação do jogo de azar no país pelo Congresso Nacional.

O inquérito policial tem 15 volumes, com 4.900 folhas. Foi solicitado o envio de cópias do inquérito para o Ministério Público Federal por conta de possível “lobby” e eventuais crimes correlatos por parte dos grandes banqueiros do jogo do bicho do Brasil para aprovação de projeto de lei que legaliza os jogos de azar no Congresso Nacional conforme seus interesses. A polícia também aguarda a autorização judicial para divulgação do conteúdo dos telefonemas, o que deve ocorrer em uma segunda etapa de investigações.

Comento

Dois fatos causam preocupações nas reportagens sobre as investigações da operação ‘Castelo de Cartas’. A primeira é com relação a interpretação dos investigadores. Entendemos que é democrático e legitimo que cidadãos se organizem e defendam junto ao Congresso Nacional a legalização de um setor, que está na clandestinidade há mais de 75 anos. Também acreditamos que o contrário, ou seja, cidadãos trabalhando contra o processo de legalização através de práticas não republicanas, configuraria um delito grave, inclusive passível de investigação e punição.

A segunda preocupação é com relação ao conteúdo das ligações telefônicas interceptadas pela polícia, pois vários representantes do setor de jogos já foram vítimas de interpretações equivocadas dos órgãos coatores a partir de ‘grampos telefônicos’.

“Com relação aos crimes já indiciados, temos provas robustas, mas quanto às suspeitas mencionadas, de lobby, de bicheiros para legalizar o jogo do bicho com a aprovação pelo Congresso de projeto de lei que autoriza os jogos de azar no país, carecemos de novas etapas para apurar outros detalhes”, comentou o delegado Rodrigo Schneider, da divisão de combate à lavagem de dinheiro da Deic.

Vale o registro

Estamos cansados de saber que o Ministério Público Federal é contrário a legalização dos jogos, opinião manifestada através de Nota Técnica divulgada pela Procuradoria Geral da República. Fornecer subsídios e elementos para que os procuradores da República desmoralizem o processo de legalização será um tremendo retrocesso para a tramitação dos projetos de lei que estão sendo apreciados no Congresso Nacional.

Confira as reportagens:

G1 SC: 'Inquérito da 1ª fase da operação Castelo de Cartas é enviado à Justiça'

DN Sul: 'Polícia Civil conclui inquérito da Operação Castelo de Cartas'

[4] Comentários

O Globo comprova que o debate sobre legalização é antigo 21/02/2017 12:18:00

Frequentemente, ouvimos os opositores da legalização dos jogos dizer que é necessário debater mais o tema e que existem outros problemas mais urgentes para serem discutidos. Mas este discurso não começou agora, a Coluna do O Globo, ‘Há 50 anos’ veiculada no último sábado, comprova que o debate sobre a legalização começou há muitos anos atrás e que o discurso é semelhante ao da atualidade.

No dia 18 de fevereiro de 1967, o jornal carioca noticiava em sua primeira página que o entrão presidente Marechal Costa e Silva apoiava a legalização, mas achava que era muito cedo para liberar o jogo. 

 

Costa e Silva apóia campanha, mas acha cedo liberar jôgo

O Marechal Costa e Silva declarou ontem, em Araxá, Minas Gerais, que considera de grande relevância o atual movimento, que assume âmbito nacional, em favor da liberação e regulamentação do jôgo nas estâncias hidrominerais, como fórmula para salvar a indústria turística. O Presidente eleito, abordado a respeito pelos jornalistas, disse, porém, que há outros problemas mais urgentes, que deverão merecer um cuidadoso exame nos seus primeiros meses de Govêrno, ficando para mais tarde a questão do jôgo.

[0] Comentários

Cibelae realiza seminário de ‘Segurança e integridade das apostas’ 21/02/2017 12:17:03

A CIBELAE realiza nos dias 29 e 30 de março, no Hotel Panamericano, em Buenos Aires, na Argentina, em parceria com a World Lottery Association (WLA) e Associação de Estado Loterias Argentina (ALEA), o seminário 'Segurança e integridade das apostas', com a presença de destacados oradores das organizações, operadores, reguladores e empresas que integram as três entidades. No dia 28 será realizada a primeira reunião da Junta Directiva com a participação de todos os presidentes das Loterias da América Latina e do Caribe.

O encontro, sobre “Segurança e integridade nas apostas” é organizado em conjunto com a World Lottery Association (WLA) e a Associação de Loterias Estatais da Argentina (ALEA), com a presença de destacados palestrantes dos Organismos operadores e reguladores, assim como das empresas que integram as três entidades.

As inscrições para o seminário já estão abertas e os interessados podem acessar o site www.cibelae.com, onde encontrarão o programa acadêmico e o formulário de inscrição em Espanhol e Inglês.

CIBELAE na ICE 2017

Após sua passagem pela feira internacional “ICE Totally Gaming London 2017”, que aconteceu nas instalações d ExCeL London, a CIBELAE se prepara para receber los participantes do próximo seminário sobre “Segurança e integridade nas apostas”.

“Ter estado presentes na ICE, com um estande, em uma das feiras mais importantes do mundo junto à que a WLA realiza em seu Congresso bienal,  é estar em um  âmbito de primeiro nível com os máximos operadores de jogo e das máximas companhias de nível mundial” expressou o presidente da CIBELAE, Luis Gama e acrescentou que “isto dá à CIBELAE um posicionamento diferente que se refletiu nas empresas, loterias e  organismos reguladores que se aproximaram para se unirem à Corporação”. 

Da feira também participaram o Diretor Executivo, Néstor Cotignola e o presidente da CONAJZAR, Javier Balbuena Estigarribia que, ainda, deu um panorama sobre a indústria dos jogos de azar no Paraguai junto a colegas do Brasil e Colômbia.

[0] Comentários

Ortiz Interactive Division atrai as atenções na ICE 2017 21/02/2017 12:16:27

Ortiz Interactive, a divisão de mais rápido crescimento da empresa, atraiu a atenção para os principais produtos de vídeo-bingo durante a ICE

A Ortiz Gaming, fabricante multinacional e desenvolvedora de jogos de vídeo-bingo presencial, jogos sociais e on-line, participou da ICE Totally Gaming Expo no Excel London.

A ICE durante os últimos anos tornou-se um palco internacional para a inovação na indústria de jogos, especialmente iGaming e segmentos interativos. Este ano não foi diferente e a Ortiz Interactive, a divisão de mais rápido crescimento da empre, atraiu a atenção para os principais produtos de vídeo-bingo.

Com produtos em exposição para cada mercado de jogos, um dos sucessos da empresa foi o Interactive’s OrtiZone, a solução integral de jogos, usando tecnologia de ponta para transformar qualquer espaço em uma zona de jogos. O OrtiZone integra o sistema de POS em um único servidor local. Novas atualizações para a plataforma tornam o produto virtualmente personalizável para qualquer operador.

“A Ortiz Gaming realmente tem criado produtos que são relevantes para as necessidades da indústria” afirmou Maurilio Silva, presidente da Ortiz Gaming. “Nós deixamos a ICE este ano com um número recorde de negócios, instalações e integrações previstas para os próximos meses, prova de nosso trabalho e dedicação ao nosso comércio”, concluiu Silva. (Imprensa Ortiz Gaming)

[0] Comentários

888poker renova com a WSOP e vai ser o patrocinador da série pelo terceiro ano consecutivo 21/02/2017 12:14:57

Empresa vai ser a única sala online a promover satélites para o campeonato mundial

A maior edição da história da WSOP vai ter um parceiro de muito peso. Pelo terceiro ano consecutivo, o 888poker vai ser o patrocinador do campeonato mundial de poker. A parceria já levou centenas de jogadores a Las Vegas através dos satélites do site. No ano passado, o espanhol Fernando Pons avançou para o November Nine após se classificar para o Main Event em um torneio de somente 30 euros.

“Renovar com a WSOP é prova da nossa posição cada vez mais dominante no mercado e a confirmação de que temos um compromisso em tornar o poker ainda mais acessível e emocionante”, disse Itai Pazner, vice-presidente do 888Poker.

A 48ª edição da WSOP vai ser realizada no Rio Casino, em Las Vegas, a partir do dia 30 de maio. Em menos de 50 dias, o campeonato vai distribuir 74 braceletes de ouro. Para mais informações, clique aqui. (CardPlayer.com.br)

[0] Comentários

Fórum debate futuro do turismo em Campos do Jordão e a legalização do jogo 20/02/2017 17:10:47

A programação do Mice Fórum de Lazer e Negócios contou com a presença do deputado Herculano Passos, que defendeu a legalização dos cassinos no Brasil e os benefícios para o turismo

Pela primeira vez em Campos do Jordão, o Mice Fórum de Lazer e Negócios reuniu na última sexta-feira (17) cerca de 90 profissionais do setor e estudantes para um dia de aprendizado, networking e troca de experiências. Promovido pelo Campos do Jordão e Região Convention & Visitors Bureau (CJRCVB) e pela consultoria de comunicação Rent my Brain, o evento ofereceu programação diversificada, incluindo palestras de 20 minutos com temas relevantes ao segmento Mice (Meetings, Incentives, Conferences e Exhibitions) e atividades práticas, com o intuito de debater o futuro do turismo na região e no País.

Um dos diferenciais desta edição foi a oficina de brinquedos, realizada pela MHConsult, logo no período da manhã. Foram trabalhados conceitos de liderança, gestão de tempo, atendimento a clientes e negociação por meio de atividades lúdicas, que demonstraram a importância do trabalho em equipe. Ao final da dinâmica, crianças da cidade ganharam os brinquedos construídos pelos participantes e emocionaram a todos.

Legalização dos cassinos

No período da tarde, a programação contou coma presença do deputado federal Herculano Passos, que defendeu a legalização dos cassinos no Brasil e os benefícios para o turismo. “Sabemos que a questão religiosa influencia nesta questão, mas na maioria dos países das Américas onde há predominância cristã, os jogos são legalizados. A indústria do jogo gera renda e emprego. Atualmente, 200 mil brasileiros viajam para o Uruguai, Argentina e Paraguai em busca de jogos e cassinos. A legalização alavancará o turismo, atraindo turistas estrangeiros, além de motivar os brasileiros a viajarem pelo País”, destacou o deputado. (Com Brasilturis)

[5] Comentários

Herculano Passos liderou Missão Oficial a Macau para debater os cassinos 20/02/2017 17:08:53

Deputado Herculano Passos e a Secretária de Administração e Justiça, Sónia Chan Hoi Fan durante a reunião

No dia 20 de janeiro deste ano, o deputado Herculano Passos liderou uma Missão Oficial à China. A delegação de parlamentares brasileiros se reuniu com a Secretária para a Administração e Justiça, Sónia Chan Hoi Fan, e dirigentes de diversos serviços governamentais da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM).

Segundo Herculano, que é presidente do Grupo Parlamentar Brasil-China e da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, a visita da delegação aprofundou os conhecimentos sobre Macau, considerando positivamente as experiências da Região nos aspectos legislativos, turísticos e econômicos. “Nosso principal interesse é saber como o governo trata da questão dos cassinos, uma vez que a economia daqui gira quase que totalmente em torno disso. Queremos levar esses modelos para incluí-los nos projetos sobre a legalização dos jogos, que estão tramitando tanto na Câmara como no Senado”, afirmou, salientando que a aproximação busca ainda criar melhor intercâmbio e ligações com o governo de Macau.

O turismo e os jogos de azar são os principais setores da economia de Macau. A cidade é chamada de “Las Vegas da Ásia”. O país recebe mais de 30 milhões de turistas ao ano, a maioria oriunda de países asiáticos.

[1] Comentários

Presidente da EMBRATUR volta a defender a legalização dos cassinos 20/02/2017 17:05:15

O presidente do Instituto Brasileiro de Turismo - EMBRATUR, Vinicius Lummertz voltou a defender a legalização dos cassinos como fonte de promoção do turismo brasileiro no exterior, a exemplo de Portugal

No artigo ‘Turismo já ajudou países a superar crises e pode fazer o mesmo no Brasil’ veiculado no portal ‘Poder 360’, editado pelos jornalistas Fernando Rodrigues e Tales Faria, o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo - EMBRATUR, Vinicius Lummertz voltou a defender a legalização dos cassinos como fonte de promoção do turismo brasileiro no exterior, a exemplo de Portugal.

"Todos os países que estão na ponta dessa corrida contam com recursos de outras fontes para fazer promoção internacional. São fundos criados a partir de recursos gerados pelos cassinos (Portugal), de taxação do bilhete aéreo (Argentina). Não estamos propondo nenhuma nova taxa, os cassinos ainda não estão legalizados no país (esperamos que esta situação seja revista). Apenas queremos flexibilidade para fazer parcerias com a iniciativa privada e garantir recursos para investir e trazer muito mais dólares e empregos. É assim que venceremos a luta contra o desemprego", comentou Lummertz.

[1] Comentários

Próxima >>