Home Cassino Cassinos impulsionam turismo.
< Voltar

Cassinos impulsionam turismo.

12/09/2002

Compartilhe

O empresário brasileiro Ciro Batellli, que há 20 anos dá consultoria e dirige hotéis de luxo em Las Vegas, encerra neste fim de semana um ciclo de palestras a empresários e integrantes do trade turístico catarinense.
Os números revelados sobre a cidade que concentra o maior número de cassinos dos Estados Unidos são um referencial sobre o poder do turismo de eventos na geração de emprego e renda e aumento das receitas públicas.
Las Vegas recebeu 36 milhões de turistas em 2000. Os atentados de 11 de setembro causaram queda no ano passado para 30 milhões. Para se ter uma idéia do significado desses dados, o Brasil anda na faixa de 4 milhões.
O turista convencional gasta na cidade US$ 485,00 em três dias e o que vai para eventos deixa US$ 1.320,00. O espaço para convenções é de 420 mil metros quadrados. Entre os dez maiores hotéis do mundo, oito estão em Las Vegas. Ali já foram investidos 50 bilhões de dólares. Em 2003, terá os dez. A cidade oferece 125.429 leitos, com taxa de ocupação de 87%.
O que isso tem a ver com o Brasil e Santa Catarina? Segundo o consultor, tudo. O turismo de eventos pode quebrar a sazonalidade e manter os níveis de emprego no setor. Para o êxito desse projeto, é fundamental que o Estado faça mais divulgação no exterior, atraindo milhões de turistas que evitam os Estados Unidos pela antipatia que se espalha pelo mundo. A receita? Verba para promoção, continuidade, autonomia e apoio da iniciativa privada.
Ciro Batelli dignostica: “Em Nevada, Deus não fez nada e o homem fez tudo. No Brasil, Deus fez tudo e o homem, nada”.
Las Vegas tem 106 cassinos regularizados. O Brasil tem 51 cassinos clandestinos. Lá, eles geram receita; aqui, mais sonegação.
AN Agora – Moacir Pereira – Joinviline – SC