Home Cassino Cassinos nos EUA divergem sobre jogo na Internet
< Voltar

Cassinos nos EUA divergem sobre jogo na Internet

04/10/2001

Compartilhe

O jogo online foi o centro dos debates entre executivos dos grandes cassinos norte-americanos, na reunião que aconteceu na cidade de Las Vegas, nesta semana. Durante as discussões, houve a formação de dois grupos. Um dos que defendem o jogo online e outro dos que ainda tem dúvidas sobre as questões legais e os desafios técnicos.
A questão mais debatida foi a falta de clareza da legislação do país sobre o tema. Ainda estão em tramitação os projetos de lei que definirão as regras do jogo na Internet.
Um dos projetos quer proibir as companhias de cartão de crédito de pagar apostas de jogo online. Um outro projeto em tramitação tenta garantir a legalização do jogo online. Segundo os analistas, essas questões serão decididas pelo Supremo Tribunal do país.
O estado norte-americano de Nevada –onde fica a cidade de Las Vegas– já está trabalhando para aprovar o jogo na Internet e definir quando e como isso ocorrerá.
Enquanto isso, o MGM Mirage se firma como o maior defensor do jogo virtual. O cassino já ganhou licença de operação em localidades fora dos EUA. Com isso, a empresa poderá basear suas operações virtuais fora do país.
Os outros três grandes do setor –Park Place Entertainment, Mandalay Resort Group e Harrah´s Entertainment– se opuseram à liberação do jogo na Internet nesse momento.
Assim, a posição oficial da American Gaming Association (AGA), a associação que reúne os quatro grandes cassinos, é de cautela.
As companhias que se opõem ao jogo online nesse momento estão preocupadas com questões delicadas. Para elas, a tecnologia ainda não consegue prevenir adequadamente que menores e pessoas com problemas com jogos possam entrar nos cassinos online.
Essas empresas também acreditam que a tecnologia ainda não consegue impedir o jogo em Estados que proíbam essa prática.
Agência Reuters – Joanne Kenen