Home Cassino Cassinos online desafiam ilegalidade nos EUA
< Voltar

Cassinos online desafiam ilegalidade nos EUA

16/07/2002

Compartilhe

Embora seja ilegal, na maioria dos Estados, oferecer jogos de apostas pela Internet, um crescente número de empresas americanas está lucrando com o boom no jogo online e de parcerias com cassinos virtuais baseados no exterior, cujos jogos podem ser feitos nos Estados Unidos. No processo, alguns procuradores estaduais dizem que programadores de software, empresas de mídia e serviços na Internet trabalhando com cassinos no exterior podem estar atuando em discordância com a lei – e dando apoio a uma atividade ilegal da qual um milhão de americanos participam diariamente.
Os empresários americanos alegam que a participação de suas empresas é indireta, que os cassinos agem legalmente segundo as jurisdições em que estão baseados e que as leis federal e estadual não são claras. O envolvimento das empresas com cassinos – normalmente da Costa Rica e Caribe – tem sido acompanhado pelos regulamentadores.
John Peter Suarez, diretor da divisão de jogos e diversão da procuradoria-geral, disse que essas empresas podem ser vistas como cúmplices em uma atividade ilegal. “Seria como um negócio que tem ligações com o crime organizado”, disse Suarez.
A Yahoo Internet Life, que tem uma circulação paga de 1,1 milhão e é a revista sobre Internet de maior circulação, aceita anúncios de cassinos no exterior. O editor-chefe, Barry Golson, justifica: “Alguns desses cassinos são operados por pessoas que possuem licença em outros países.”
O jogo pela Internet é um negócio em ascensão, isso está claro. A Bear, Stearns estimou que cerca de 1400 sites de cassinos na Web geraram US$ 1,5 bilhão no ano passado – com uma previsão de crescimento para US$ 5 bilhões até 2003.
Agência Estado