Home Destaque Comissão de Turismo elege Newton Cardoso Jr. para a presidência
< Voltar

Comissão de Turismo elege Newton Cardoso Jr. para a presidência

15/03/2019

Compartilhe

Instalação da Comissão e eleição para presidente e vice-presidentes (Foto: Vinicius Loures)

A Comissão de Turismo da Câmara elegeu nesta quinta-feira (14) o deputado Newton Cardoso Jr (MDB-MG) para presidi-la neste ano. O deputado foi eleito com 15 votos. O colegiado também elegeu os deputados Leur Lomanto Júnior (DEM-BA) para 1º vice-presidente, Herculano Passos (MDB-SP) para 2º vice-presidente e João Marcelo Souza (MDB-MA) para 3º vice-presidente.

De acordo com o novo presidente da comissão, o objetivo é transformar o turismo em instrumento de geração de emprego e renda, além de inclusão social.

“Temos desafios a superar na execução de políticas públicas, incluindo a garantia de sustentabilidade e preservação da natureza na atividade”, disse Newton Cardoso Jr.

A reunião contou com a presença do ministro Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que destacou as prioridades legislativas da pasta: aprovação de mudanças na Lei Geral do Turismo (11.771/08) e abertura do capital das companhias aéreas.

O ministro e os deputados da Comissão de Turismo também defenderam a criação de áreas de interesse especial de turismo no Brasil e a proposta que trata da legalização de cassinos (PL 442/91). Marcelo Álvaro Antônio aproveitou a eleição para a presidência da Comissão de Turismo da Câmara para anunciar o fim da exigência de visto para turistas de Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália que vierem ao Brasil.


Perfil do presidente

O deputado Newton Cardoso Jr cumpre atualmente o segundo mandato na Câmara, sempre pelo MDB. Aos 39 anos, ele participa da comissão externa que analisa o desastre de Brumadinho (MG) e é um dos integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária. O parlamentar costuma atuar também em debates sobre temas econômicos.

O que faz a comissão

A Comissão de Turismo discute proposições que tratem da política e sistema nacional de turismo; da exploração das atividades e dos serviços turísticos; e de colaboração com entidades públicas e não governamentais nacionais e internacionais, que atuem na formação de política de turismo.