Home Cassino Comprador do Rio de Las Vegas comentou que resort “tem um potencial inacreditável”
< Voltar

Comprador do Rio de Las Vegas comentou que resort “tem um potencial inacreditável”

18/12/2019

Compartilhe

O hotel-cassino com tema do Brasil não será demolido e substituído por um estádio de uma franquia da Major League Baseball

Eric Birnbaum rapidamente dissipou um dos mitos urbanos que cercavam a compra de sua empresa no resort do Rio em Las Vegas. O hotel-cassino com tema do Brasil não será demolido e substituído por um estádio de uma franquia da Major League Baseball.

“Adoro beisebol”, disse à CDC Gaming Reports o desenvolvedor e fã de longa data do New York Mets, “mas este é um campus com um prédio e um local com um potencial inacreditável”.

Birnbaum, através de sua Dreamscape Companies, fechou a venda e arrendamento de US$ 516,3 milhões do resort da Caesars Entertainment Thursday. A transação foi anunciada pela primeira vez em 23 de setembro.

Ele disse que a Dreamscape agora tem um mínimo de dois anos para considerar seus planos para a propriedade de 2.522 quartos que fica ao longo da Flamingo Road, a oeste da Interestadual 15 e a 1,8 km do cruzamento da Strip e Flamingo. O Rio foi originalmente desenvolvido pelo construtor de Las Vegas, Tony Marnell.

A Caesars continuará operando o Rio sob um contrato de arrendamento de dois anos, pagando à Dreamscape $ 45 milhões em aluguel anual.

“Acreditamos que a hora e o local nos oferecem a oportunidade de considerar nossos planos”, afirmou Birnbaum. “Vemos o potencial de finalmente criar um oásis próximo ao coração da Strip”.

A Dreamscape tem a opção de pagar a Caesars US$ 7 milhões para estender o contrato em termos semelhantes pelo terceiro ano, mas o objetivo de Birnbaum é que sua empresa opere o Rio, o que incluiria a contratação de “veteranos de jogos experientes” como parte da equipe de gerenciamento.

A Caesars, que está se unindo à Eldorado Resorts em uma transação de US$ 17,3 bilhões, há muito tempo quer vender o Rio. A empresa, sob seu antecessor Harrah’s Entertainment, adquiriu o Rio em 1998 por US$ 880 milhões em ações e assumiu as dívidas. A propriedade foi inaugurada em 1990.

Em comunicado divulgado na última quinta-feira (5), a Caesars disse que o Rio continuará a fazer parte da rede Caesars Rewards durante o arrendamento. O World Series of Poker será hospedado no Rio dentro do centro de convenções do resort em 2020. A empresa disse que os direitos de hospedagem “permanecerão com a Caesars Entertainment”.

Desde 2004, o Rio abriga o World Series of Poker, que dura sete semanas entre o final de maio e o meio de julho. O torneio deste ano registrou um recorde de 187.298 inscrições. A World Series of Poker é creditada por aumentar a visitação do Rio.

Os funcionários do Rio permanecerão funcionários da Caesars enquanto a empresa opera o resort.

Birnbaum disse que sua empresa acompanha a aquisição do Rio “há um ano e meio”.

“Você teria dificuldade em encontrar outro ativo com potencial para produzir se receber a devida atenção, gerenciamento e capital”, disse ele.