Home Destaque Deputado Herculano Passos comenta a reabertura de cassinos no Brasil
< Voltar

Deputado Herculano Passos comenta a reabertura de cassinos no Brasil

14/05/2019

Compartilhe

Deputado e e presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, Herculano Passos e o presidente do Brasil CVB, Marcio Santiago

A legalização de cassinos no Brasil continua a gerar inúmeros debates. O deputado federal Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo no Congresso Nacional, contudo, defendeu a legalização. A fala, aliás, aconteceu durante o XI Congresso Brasileiro de C&VBx, realizado pelo Brasil Convention & Visitors Bureau, em Brasília.

O parlamentar discorreu para uma plateia de líderes e autoridades do setor do turismo e defendeu a instalação de cassinos no país como uma solução para atrair capital estrangeiro, criar postos de trabalho e aumentar a arrecadação.

O deputado disse, ainda, que os cassinos levam prosperidade aos locais onde estão instalados. E citou como exemplos marcantes Las Vegas, nos Estados Unidos, e Macao, na China. Aliás, entre os 156 países que fazem parte da Organização Mundial do Turismo, 71,16% têm o jogo legalizado.

A palestra do deputado, além disso, começou com um histórico no Brasil. Em 1946, um decreto tornou os cassinos ilegais e atualmente somente as loterias são legais, realizadas pela Caixa Econômica Federal.

Comissão do Marco Regulatório dos Jogos

O tema é tratado pela Comissão do Marco Regulatório dos Jogos, na Câmara dos Deputados, que propõe novas leis para o setor. Herculano Passos frisou que a falta de um marco regulatório na área de jogos leva os brasileiros a apostarem nos cassinos de outros países. Anualmente, 200 mil brasileiros viajam para jogar, especialmente para Las Vegas, Uruguai, Argentina e Paraguai.

O deputado, além disso, chamou a atenção para a importância da legalização dos cassinos para o turismo nacional. “O Brasil recebeu cerca de 6 milhões de turistas estrangeiros em 2018. Las Vegas, que tem o jogo como seu principal fator econômico, recebeu 42 milhões de visitantes no ano passado. A arrecadação vem da movimentação de shoppings integrados aos cassinos, dos hotéis, eventos esportivos, shows, agências de viagem, etc.

O deputado também apresentou outra comparação: enquanto no Brasil hotéis de 4 e 5 estrelas empregam 0,6% a 1% de funcionários por apartamento, no hotel cassino essa média é de 3,2% funcionários. “Além disso, os jogos podem criar 85 novas profissões”. (BrasilTuris – Janize Colaço)