Home Apostas Executivo da Setur destaca parceria para divulgar artesanato no Brasileirão do pôquer
< Voltar

Executivo da Setur destaca parceria para divulgar artesanato no Brasileirão do pôquer

04/02/2020

Compartilhe

Deputado Delegado Pablo ao lado de Maximo Migliari. O secretário destacou a vocação turística da capital do País e as celebrações dos 60 anos de fundação de Brasília durante a etapa do BSOP

Na abertura da temporada de 2020 do Campeonato Brasileiro de Pôquer, no salão de eventos do Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada, Maximo Migliari, chefe da Assessoria Especial de Eventos Nacionais e Internacional da Secretaria de Turismo do Distrito Federal, destacou no seu pronunciamento, na noite de quinta-feira, a vocação turística da capital do País e as celebrações dos 60 anos de fundação de Brasília: “Aproveitem tudo o que nossa cidade tem a oferecer, que é muito mais do que as pessoas imaginam”, declarou.
A etapa de Brasília, que marca a 15ª edição do Brasileirão do pôquer, é um dos eventos do calendário de celebrações de Brasília. Até o fim do ano, a cidade vai festejar o aniversário: “Serão 366 dias de celebração, por se tratar de ano bissexto. Não pretendemos comemorar somente no mês de abril, e sim no ano todo”, disse Maximo Migliari. Ele fez questão de destacar a importância da parceria da Setur com o BSOP, que proporcionou um espaço para artesãos divulgarem seus trabalhos durante a competição, que vai até o próximo dia 4.
“O público do pôquer tem alto poder aquisitivo e tem aqui a oportunidade comprar produtos de qualidade, ajudando a dar mais visibilidade para o artesanato de Brasília. Um evento como este reúne uma quantidade expressiva de pessoas”.
Os artesãos Rafael Rocha e Glauco Maranhão elogiaram a iniciativa da Setur e ressaltaram que conseguir espaço para divulgar trabalho é a principal demanda de quem vive da venda de artesanato. Rafael, que confecciona peças em couro, pedras, metais, e faz colares, chaveiros, pulseiras, disse que o espaço no BSOP Brasília é uma oportunidade de “mostrar que o artesanato não é necessariamente rústico, tem peças minuciosas, com riqueza de detalhes, que precisam de espaço para divulgação”. Glauco pediu que a Setur intensifique o apoio ao trabalho dos artesãos da cidade e que faça mais parcerias como a do BSOP: “É disso que precisamos para nos manter e para que a cidade permaneça viva”.
Maximo Migliari ressaltou que a gestão do governador Ibaneis Rocha Barros Junior “tem feito um grande esforço para dar apoio estrutural para o artesanato de Brasília”, e que dez mil famílias vivem desse trabalho. “Essas pessoas não precisam de doação de governo, e sim de oportunidades para vender seus produtos”, afirmou, destacando a importância do espaço reservado aos artesãos no BSOP Brasília.
O executivo afirmou que fortalecer o artesanato, que movimenta R$ 50 bilhões por ano no Brasil, é uma prioridade da Setur e apontou a loja ‘Artesanato de Brasília’, localizada no Pátio Brasil Shopping, como exemplo de iniciativas da secretaria para impulsionar o trabalho de artesãos – o espaço inaugurado em novembro do ano passado expõe o trabalho de 30 artesãos selecionados por meio de um chamamento público. Em dezembro foi inaugurada a segunda loja, no Alameda Shopping, na qual os consumidores de Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras podem comprar de acessórios a itens de decoração.
A vocação turística de Brasília destacada por Maximo Migliari foi referendada por uma pesquisa do Google segundo a qual a cidade ficou em quarto lugar no ranking dos destinos mais procurados entre os brasileiros para 2020. Segundo o levantamento, a capital do País ficou atrás apenas de Londres (1º), Rio de Janeiro (2º) e São Paulo (3º). A empresa utilizou a ferramenta Google Travel e considerou as reservas feitas ao longo de 2019 para este ano.
Máximo Migiliari destacou a facilidade de chegar à cidade e excelência operacional do Aeroporto Internacional de Brasília, conforme levantamento feito pela consultoria internacional OAG, especializada em aviação.
“Brasília é a única cidade do Brasil que tem voo direto para todas as capitais. É o quarto aeroporto mais pontual do mundo. E temos uma peculiaridade: nos fins de semana, os voos e hospedagens são mais baratos porque o grande movimento é durante a semana. As pessoas começaram a perceber Brasília como uma opção de lazer muito relevante”, finalizou. (BSOP – Cuco Curadoria & Consultoria – Roberto Iizuka)