Home Jockey Jóqueis são presos em novo escândalo no turfe britânico.
< Voltar

Jóqueis são presos em novo escândalo no turfe britânico.

06/10/2004

Compartilhe

LONDRES (Reuters) – A polícia britânica prendeu 16 pessoas, incluindo três jóqueis e um treinador, como parte de uma ação contra a corrupção em corridas de cavalo.A operação, que envolveu 130 agentes no país, é a mais recente de uma série de investigações que mancharam a imagem do esporte que tem milhões de fãs na Grã-Bretanha, incluindo a rainha e a família real."Das pessoas presas, três são jóqueis e um é um treinador de cavalos", disse o detetive superintendente-chefe Steve Wilmott, que lidera a operação."Reunimos uma grande quantidade de informação, incluindo registros de computadores e documentação tomada hoje, e vamos começar a tarefa detalhada de examinar tudo.""Este caso é de grande significado nacional", disse, acrescentando que a operação é relativa a "corrupção nas corridas de cavalo e no arranjo de resultados do turfe."As pessoas detidas estão sendo mantidas no condado de Suffolk, em Hertfordshire, perto de Londres, e nos condados de North e South Yorkshire, norte do país.As ações vão reativar a memória do ano de 2002, terrível para o turfe, quando dois documentários da televisão BBC e efeitos colaterais de uma série de casos judiciais prejudicaram o esporte e resultaram em longas suspensões dos ex-jóqueis Graham Bradley e Dermot Browne.Bradley, que ganhou a Cheltenham Gold Cup em 1983, foi suspenso por oito anos — a pena foi reduzida depois para cinco anos — por acusações envolvendo a transmissão de informação privilegiada em troca de recompensa financeira.Browne foi suspenso por 20 anos por dopar 23 cavalos.Além disso, uma figura conhecida no mundo das corridas em nível global foi pega com uma câmera de televisão escondida, outra não passou em um teste para a detecção de cocaína e uma terceira personalidade foi presa por seis meses por ter assediado uma aeromoça.John Blake, chefe executivo da Associação dos Jóqueis, disse que as prisões de quarta-feira são preocupantes, mas não inéditas."Tivemos ações (no passado) em que houve alegações de preparação de resultados e jóqueis e treinadores foram presos e as licenças daquelas pessoas foram retiradas. Mas não foram encontradas provas e as licenças foram devolvidas", disse ele à Rádio BBC."Então não é um fenômeno novo nas corridas, apesar de as corridas certamente terem mudado no cenário das apostas nos últimos anos e certamente estes assuntos são sérios."(Additional reporting by Pete Harrison and Dave Thompson).  Reuters