Home Loteria Loterias CAIXA batem meta anual de 2003.
< Voltar

Loterias CAIXA batem meta anual de 2003.

19/12/2003

Compartilhe

A CAIXA e os empresários lotéricos de todo Brasil têm um bom motivo para comemorar. As Loterias CAIXA, depois de bater o recorde histórico de vendas (R$ 3,011 bilhões) no fim do mês de novembro, agora superam a meta anual de 2003. A 15 dias de terminar o ano, as Loterias CAIXA alcançaram a marca de R$ 3,271 bilhões. A meta era fechar o ano com uma arrecadação de R$ 3,257 bilhões.
Todas essas conquistas são fruto de uma gestão que teve como prioridade a parceria. Para isso, por meio de um modelo participativo com os empresários lotéricos, a CAIXA reposicionou produtos (Mega-Sena, Lotomania, Quina e Loteca), realinhou os preços (Mega e Quina) e lançou uma nova loteria: o Lotofácil, que superou todas as expectativas e hoje é mania nacional. “A intenção da CAIXA é tornar os produtos lotéricos cada dia mais atrativos. Para isso promovemos  alterações em algumas modalidades e voltamos a investir em publicidade”, afirmou o vice-presidente de Transferência de Benefícios,  Carlos Borges.
Para o vice-presidente de Segmentos e Distribuição, João Carlos Garcia, “o avanço na consolidação da nossa parceria e o trabalho do empresário lotérico foram de fundamental importância para o alcance de números tão expressivos”. Outro aspecto que merece ser destacado é a participação efetiva na Campanha de Incentivo Escalada da Sorte que ampliou as vendas em todo o território nacional.
Embora a meta global tenha sido alcançada, é necessário lembrar que ainda restam algumas metas de produtos a serem atingidas. Entre as modalidades que necessitam de um maior empenho nas vendas estão a Loteria Instantânea, a Lotomania e a Dupla Sena. 
A projeção para o ano de 2003 é bastante otimista. Até dezembro, a CAIXA espera arrecadar R$ 3,375 bilhões. A estimativa para os repasses sociais é de R$ 1,7 bilhão.
AssImp Loterias da CEF