Home Destaque Loterias CAIXA completam 10 anos de Timemania
< Voltar

,

Loterias CAIXA completam 10 anos de Timemania

05/03/2018

Compartilhe

Prêmio foi criado para auxiliar os clubes brasileiros de futebol na geração de receitas e saneamento de dívidas. Dívida total dos clubes teve redução em 70% do inicial em 2008
A modalidade de jogo das loterias Timemania completou 10 anos nesta quinta-feira, 1º de março. Criada por meio da Lei nº 11.345, de 2006, e regulamentada por decreto em agosto de 2007, a Timemania foi desenvolvida com o objetivo de arrecadar receitas para permitir o parcelamento de débitos tributários dos clubes de futebol com FGTS, INSS e Receita Federal. Dez anos depois do início de sua comercialização nas unidades lotéricas, 28 clubes sanearam essas dívidas.
“Os valores são inicialmente revertidos diretamente para os credores da União. Não havendo dívidas, o recurso vai diretamente para a conta do clube”, esclarece Gilson Braga, superintendente nacional de Loterias da CAIXA. “O repasse é feito mensalmente, até o quinto dia útil do mês”, acrescenta. “Hoje, muitos times já contam com esse dinheiro para pagar suas despesas”.
Em 2008, os 98 clubes reuniam o total de R$ 1,5 bilhão em dívidas com a União. Atualmente, a soma das dívidas está em R$ 446 milhões, o que representa uma redução de 70% do total inicial.
De acordo com o determinado na Lei, 22% da arrecadação mensal da Timemania são destinados aos clubes de futebol brasileiros. Em 2017, R$ 104,5 milhões foram repassados aos clubes. Os valores para cada um deles variam em ordem decrescente, do primeiro ao último colocado no ranking dos Times do Coração (escolhidos pelos apostadores).
Resultado recorde em 2017
Quanto ao volume de apostas, percebe-se que o apostador vem procurando esta modalidade cada vez mais, em função dos grandes prêmios ofertados. Em 2008, a arrecadação foi de R$ 112 milhões, que dobrou para R$ 256 milhões em 2012, e quadruplicou em 2017, com R$ 475 milhões.
“O produto foi se consolidando ao longo dos anos e hoje tem um resultado bastante expressivo dentro do universo de concursos realizados pela CAIXA”, comenta Gilson Braga. Em 2017, a arrecadação foi de quase R$ 500 milhões, o que proporcionou um retorno significativo para os clubes”.
A arrecadação recorde de R$ 475,91 milhões em 2017 representou 3,43% de participação nas vendas totais das Loterias CAIXA. Desse valor, R$ 182,43 milhões foram pagos em prêmios para todas as faixas. Este valor superou em 93,29% o ofertado em 2016.
O superintendente nacional ainda promete novidades para a modalidade nos próximos meses. “O desempenho da Timemania tem sido tão positivo que nos animou a buscar inovações e aprimoramentos que devemos lançar em breve”, disse Gilson Braga.
Curiosamente, os dois maiores prêmios pagos na faixa principal no ano passado também foram os maiores da história da modalidade. No concurso 1.115, de 5 de dezembro, prêmio de R$ 32,4 milhões; e no concurso 1.045, de 17 de junho, prêmio de R$ 31,8 milhões. Os dois ganhadores, das cidades de Caruaru (PE) e Goiânia (GO), respectivamente, acertaram as sete dezenas sozinhos.
Nesta quinta-feira de 1º de março, 10 anos depois do primeiro sorteio, o concurso de número 1.150 acumulou o prêmio para o sorteio de sábado (3). Na segunda faixa, com seis acertos, seis apostadores do concurso 1.150 receberão o prêmio de R$ 15.138,57 cada um. No concurso 1.151, a Timemania pode pagar o prêmio de R$ 1,8 milhão. O sorteio será realizado a partir das 20h, no Caminhão da Sorte da CAIXA, que está em Maceió (AL). (Agência CAIXA de Notícias)