Home Lotérica Lotéricas: um bom negócio.
< Voltar

Lotéricas: um bom negócio.

27/06/2003

Compartilhe

A partir desta edição do Fax Prêmio, a CAIXA traz informações sobre o Negócio Loterias. São dados e análises importantes para que o empresário lotérico entenda ainda mais o cenário e as perspectivas para sua casa lotérica. Neste número trazemos uma comparação das vendas, nos últimos 40 meses, entre as loterias e outras áreas representativas do comércio.
Ter uma casa lotérica é um negócio cada vez mais vantajoso, especialmente quando se analisa o contexto da economia brasileira que, nos últimos anos, manteve-se estagnada. As vendas do setor de Loterias, de janeiro de 2000 a abril de 2003, apresentaram, na média, um resultado superior em comparação a outros segmentos representativos do varejo.
Levantamento realizado pela Superintendência de Planejamento da Caixa Econômica Federal, utilizando dados do IBGE e da Gerência de Loterias (GELOT), indica que o volume nominal de vendas de Loterias apresentou a segunda maior evolução média entre os 6 segmentos comparados (Combustíveis e Lubrificantes; Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios bebidas e fumo; Tecidos, vestuário e calçados; Móveis e eletrodomésticos e Demais artigos uso pessoal e doméstico). As loterias perdem apenas para Combustíveis e Lubrificantes (16,75% contra 13,42%).
Metodologia – Por meio de dados das vendas no varejo de todos os segmentos, ao longo dos últimos 40 meses, todos os valores mensais foram convertidos para números-índice, que permitem verificar variações entre períodos distintos em termos absolutos. Dessa forma, tanto os dados do IBGE como os dados da GELOT foram trabalhados dentro de uma mesma base para depois serem comparados. Com esses dados, extraiu-se a média de todos os setores e comparou-se tais resultados.
Análise – O segmento de Loterias apresentou, ao longo dos últimos 40 meses, variação de 13,42% em relação a média de 2000. Tal resultado, em relação aos grupos de Móveis e Eletrodomésticos (4,75%), Tecidos, vestuários e calçados (5%) e Hipermercados, Supermercados, produtos alimentícios e fumo (9,21%), colocam o segmento de Loterias numa posição de destaque e de perspectivas favoráveis de investimento. Para aqueles que planejam montar um negócio próprio que tenha um rendimento significativo e possibilite usufruir de certa estabilidade a longo prazo, as Loterias são, sem dúvida, um excelente negócio.
É importante ressaltar que o estudo restringiu-se à venda de Loterias não sendo considerado para este levantamento prestações de serviço ou qualquer tipo de serviço financeiro.

Fax da Sorte – AssImp Loterias da CEF