Lotesul estuda aposta para substituir o jogo do bicho

Compartilhar

O decreto, aprovado pelo governador José Orcírio Miranda dos Santos (PT), em agosto de 2001, cria modalidades lotéricas, mas ainda não foi regulamentado pela Lotesul (Loteria Estadual de Mato Grosso do Sul). Além disso, a instituição já estuda a criação de modalidade similar ao jogo do bicho, que está com atividade paralisada desde 22 deste mês.
As regras da nova modalidade são similares às aplicadas no jogo do bicho, e depende de regulamentação da Lotesul, órgão que precisa criar portaria para licitação nos casos de atividades que não forem exploradas diretamente pela instituição.
Outra situação pendente na Lotesul é a regulamentação da exploração das modalidades lotéricas, como as loterias instantâneas, mista, tradicional e promocional, além dos caça-níqueis – chamado, terminal de vídeo off-line. O diretor-jurídico do Bingo Cidade, José Bijus Jr., disse que, desde a publicação do decreto em agosto de 2001, se espera a regulamentação que até agora não aconteceu. A estimativa é que a arrecadação atual de R$ 150 mil passaria para aproximadamente R$ 400 mil. Essa verba também está sendo cotada como fonte principal de recurso para ações sociais e do Projeto Bolsa Universitária, segundo o projeto de lei a ser apresentado na Assembléia Legislativa, em 2003, pelo deputado estadual Jerson Domingos.
Espera
Em Campo Grande, os cambistas estão na expectativa da reabertura do jogo do bicho, fechado desde o último dia 22. João Rodrigues Jordão, na atividade há cinco anos, disse que não vai buscar outra fonte de renda e esperará pelo prazo de retorno de 90 dias, repassado pela responsável pelo recolhe. “Vou esperar mesmo, não tem outro jeito”.
Já o cambista Cosme Calazans, há apenas nove meses no ramo, resolveu vender côco, além dos cigarros e balas já comercializados anteriormente. Por enquanto, a substituição não está compensando; enquanto ganhava média de R$ 16,00 por dia com o jogo do bicho, com a venda de dez cocos por dia a R$ 1,50, o lucro é de R$ 10,50.
Correio do Estado – Silvia Frias

Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
48 ⁄ 24 =