Home Destaque Maioria quer dinheiro como prêmio nas promoções
< Voltar

Maioria quer dinheiro como prêmio nas promoções

30/06/2020

Compartilhe

A preferência por dinheiro mostra que os consumidores veem na promoção uma chance de melhorarem sua condição financeira que foi extremamente afetada durante a pandemia

Quem é do ramo de marketing de produtos para o varejo sabe: Promoções com sorteios são ferramentas necessárias em qualquer planejamento anual e fundamentais nos tempos de crise. A utilização da estratégia é fundamentada não só em resultados, mas em aspectos culturais do consumidor brasileiro, porque ajuda a vender e gera residual, colaborando na estratégia para construção de marcas.

Buscando identificar o comportamento dos consumidores de promoções com sorteios diante do isolamento gerado pelo Covid-19, a agência Casa 96, em parceria com o Promoview, realizou uma rodada de pesquisa para avaliar as mudanças.

Foram entrevistados 1.058 consumidores e 83% afirmaram que que a rotina mudou muito e de diferentes formas. Dentro desta nova rotina, 90% dos entrevistados disseram que continuam participando normalmente das promoções e 44% participaram de pelo menos uma promoção desde 15 de março, quando começou o isolamento social no Brasil.

O Covid-19 ataca toda uma estrutura de base da sociedade: saúde, educação, economia e infraestrutura. Entendendo isso, o brasileiro mostra que tem consciência de suas responsabilidades sociais e age de forma mais solidária. Esse pensamento acaba refletindo também nas promoções e abre espaço para as marcas criarem seus diferenciais em cima disso.

O pensamento foi manifestado por 92% dos entrevistados, que informaram que participariam de uma promoção que propusesse ajudar outras pessoas e 91% comprariam um produto específico de uma marca que tivesse este propósito.

Preferência por dinheiro

Pela primeira, vez nos últimos quatro anos, o dinheiro como escolha de premiação abre uma vantagem arrasadora em comparação a outras opções como carro, casa, etc. Isso mostra que os consumidores veem na promoção uma chance de melhorarem sua condição financeira que foi extremamente afetada durante a pandemia. No início de 2020, ficava em 3º lugar, atrás de casa e carro. E o consumidor tem motivos de sobra para escolher este prêmio.

Veja as principais manifestações dos entrevistados:

“Paga minhas dívidas e contas atrasadas.”

“Ajuda a pagar contas e despesas da casa.”

“É a maior necessidade hoje.”

“Estou desempregado.”

“Com o dinheiro, decido o que fazer.”

“Pra repartir com minha família.”

“Maior liquidez.”

“Com a crise, hoje quem tem dinheiro é rei”.

Especialista analisa as principais mudanças

“A cada semestre lançamos uma pesquisa analisando o comportamento do consumidor diante dos formatos promocionais mais utilizados. É uma pratica nossa há vários anos e serve de balizador para a tomada de decisão de nossos clientes.”, explica Denise de Cássia, diretora da pesquisa.

A dirigente conta que em janeiro deste ano, a Casa 96 lançou uma pesquisa sobre a evolução das promoções nos últimos quatro anos e as tendências para o futuro. Diante das mudanças de rota devido à pandemia, iniciaram uma nova sondagem.

“Com isso, decidimos fazer uma nova rodada com consumidores sobre as promoções durante este período de pandemia para analisar o impacto que isso teria nas nossas promoções.”, completa Denise.

Denise destaca pontos que chamaram atenção nesta pesquisa:

– Pela primeira, vez nos últimos 4 anos, o dinheiro como escolha de premiação abre uma vantagem arrasadora em comparação a outras opções como carro, casa, etc. Isso mostra que os consumidores veem na promoção uma chance de melhorarem sua condição financeira que foi extremamente afetada durante a pandemia.

– A tendência da digitalização do consumo se mostra claramente à medida que 31% do público que optou por fazer suas compras por meios digitais durante a pandemia diz que manterá este hábito depois dela.

– Vemos a confirmação da importância da ferramenta uma vez que 44% dos entrevistados disseram ter participado de uma promoção mesmo durante a quarentena. 90% afirmam que continuarão participando normalmente de promoções.

Para Julio Feijó, diretor do Promoview, o estudo chega em um momento importante para o mercado.

“Agora, e, principalmente, no segundo semestre, quando viveremos o pós-pandemia, as promoções serão ainda mais necessárias para a retomada dos negócios no varejo. Por isso compartilhamos este resultado com o mercado.”, explica.

Confira aqui a íntegra da pesquisa no site da Casa96. (Promoview)