Home Destaque Mercadante defende legalização de jogos e quer dinheiro de impostos na educação
< Voltar

Mercadante defende legalização de jogos e quer dinheiro de impostos na educação

05/11/2015

Compartilhe

Convidado a discutir as prioridades do Ministério da Educação para os próximos anos, o ministro Aloizio Mercadante, defendeu a legalização dos jogos de azar no Brasil, desde que os impostos arrecadados sejam usados no financiamento da Educação. Mercadante admitiu que os recursos do pré-sal e dos royalties do petróleo não serão suficientes para atender às demandas da pasta.
Para o ministro da Educação, o jogo já é regular na maioria dos países da América Latina e da Europa, assim como nos Estados Unidos, e não há problemas que ele seja regularizado no Brasil. Mercadante defendeu outras fontes de financiamento para a Educação, como o imposto sobre grandes fortunas e um percentual da própria CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).
O ministro da Educação acha que o Brasil está “jogando dinheiro fora” ao não legalizar os jogos no Brasil. “No caso dos jogos pela internet, a regulamentação é mais do que indicada, já que os brasileiros que apreciam a atividade acabam acessando sites com base em outros países. Desse jeito, o dinheiro do cidadão nacional é drenado para o exterior, sem gerar qualquer ganho para o Brasil”, argumentou. (Fato Online – Iva Velloso – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)