MagocomSegunda-Feira, 16 de Janeiro de 2017 Assine o BNLCadastre-se
Blog do editor









Busca

< Voltar

Jockey

Começa a operar a nova parceria JCB-PMU 04/12/2015

A partir de março de 2016, o JCB dará início ao envio das imagens de suas corridas para um pool de países

Começou nesta terça-feira (1º) a funcionar efetivamente o contrato de parceria entre o Jockey Club Brasileiro e o Pari Mutuel Urbain – PMU, da França, terceiro maior operador mundial de vendas de apostas hípicas, com faturamento total anual de 10,3 bilhões de euros.

Como se sabe, a negociação do citado instrumento foi iniciada em outubro de 2012 e concluída no dia 1º de outubro de 2015, após 3 anos de tratativas entre as duas instituições.

Neste período, foram levantados todos os aspectos da operação do segmento de turfe do JCB – incluindo tecnologia da informação (TI), distribuição e capilaridade da rede de apostas online e offline, marketing, formação da programação de corridas, estrutura dos jogos, geração de imagens, além do exame de suas atividades meio, como finanças, jurídico, de pessoal, sistemas e comunicações.

Além disso, foi realizada extensa pesquisa sobre o mercado brasileiro de jogos de apostas em todos os seus sentidos, características e aspectos.

A metodologia do trabalho em questão foi coordenada desde o início do projeto pelos dois grupos de trabalho, respectivamente do JCB e PMU, formados para tal.

A partir de 1º de dezembro, o PMU começou, progressivamente, a assumir a gerência dos segmentos de apostas online e offline do Jockey Club Brasileiro – se responsabilizando, de saída, por inúmeros custos (de pessoal, de totalização, de divulgação, etc):

A partir de março de 2016, o JCB dará início ao envio das imagens de suas corridas para um pool de países, recebendo uma percentagem sobre o valor total do que nelas for apostado.

Ao mesmo tempo, no contrato cujo prazo inicial é de 10 anos, está prevista a expansão da atual rede de agências do JCB, e o recebimento das imagens das corridas do exterior nesses pontos de venda.

Diante da atual quadra de dificuldades da economia brasileira – com projeção de grande crescimento negativo do PIB, tendo de conviver com taxas de desemprego da ordem de 9% da força de trabalho, mais inflação em alta, pelo menos até 2017 – parece razoável admitir que a parceria em questão representa uma resposta do Jockey Club Brasileiro à altura do enorme desafio de, diante desse contexto, tentar ampliar seu movimento geral de apostas (MGA) e preservar os empregos gerados pela atividade. (JCB - Vice-Presidência de Turfe - Jockey Club Brasileiro)


Comentários (0)

Para comentar essa postagem você deve estar logado!

Clique aqui para se logar ou se ainda não for cadastrado cadastre-se aqui.