MagocomQuinta-Feira, 23 de Fevereiro de 2017 Assine o BNLCadastre-se
Blog do editor









Busca

< Voltar

Jockey

Jorge Ricardo já pensa em voltar ao Brasil para alcançar Russel Baze 25/04/2016

A diferença de prêmios é o maior obstáculo para ele voltar às origens. As máquinas de caça-níqueis proporcionam dotações polpudas em Palermo


Ricardinho, aos poucos, parece perceber que precisa do carinho e da paixão dos brasileiros para vencer este duelo histórico

Jorge Antônio Ricardo, recordista sul-americano de vitórias, e segundo colocado no ranking mundial de jóqueis, começou na tarde da última quinta-feira (21), no Hipódromo de La Plata, na Argentina, a difícil escalada para se aproximar do canadense Russel Baze, maior ganhador de páreos de todos os tempos, com 12.812 triunfos. Ricardinho foi o único jóquei brasileiro a marcar pontos na quarta-feira (20). No 11º páreo conduziu à vitória Noran Nabi, do Haras La Gringa, e treinamento de Nicolas Ferro. Logo a seguir, na 12ª carreira, venceu outra vez com Fortina Song, do Stud Salva, e preparo de Oscar Molina. A possibilidade de alcançar Baze já faz o brasileiro pensar seriamente em voltar ao turfe brasileiro e com isso se fortalecer para este duelo lendário.

A fratura de clavícula sofrida por Baze em Golden Gate deve afastá-lo das competições por algumas semanas. É tempo precioso para Jorge Ricardo, que está com cerca de 170 vitórias a menos do que o rival, tentar assumir a liderança mundial. Por duas vezes ele esteve lá, mas duas fatalidades permitiram o retorno do canadense ao topo. Primeiro foi um linfoma, que deixou Ricardinho nas sessões de quimioterapia por oito meses. Depois de recuperar a liderança, uma queda lhe causou 11 pequenas fraturas no cotovelo do braço direito. Baze aproveitou e recuperou o posto. Agora, pela primeira vez, ele também sofre um percalço em sua brilhante trajetória no turfe norte-americano.

Mas, o grande problema é que Ricardo perdeu para Altair Domingos o contrato com o Stud Rubio B. E além disso, nesta temporada não tem recebido muitas oportunidades dos proprietários e treinadores argentinos. Um bom exemplo disso é que na tarde da última quinta-feira (21), no Hipódromo de San Isidro, em Buenos Aires, o maior ídolo do turfe brasileiro de todos os tempos, monta em apenas três das 16 carreiras programadas. Convenhamos que é muito pouco para a importância do grande campeão. Uma fonte muito ligada a Ricardinho me confidenciou que ele já cogita a possibilidade de voltar ao Brasil para montar no prado carioca. Já estaria, inclusive, procurando um imóvel na Gávea ou no Leblon para morar com a família.

A diferença de prêmios é o maior obstáculo para ele voltar às origens. As máquinas de caça-níqueis proporcionam dotações polpudas em Palermo. E San Isidro recebe ajuda financeira do governo. Até La Plata, que sempre esteve longe da premiação dos prados de Buenos Aires, já aumentou de forma substancial os valores das suas carreiras. Algumas das estrelas da companhia, a exceção de Pablo Falero, tem ido montar lá semanalmente. Jorge Ricardo, independente financeiramente, tem pensado em abrir mão de tudo isso. Segundo a mesma fonte, ele tem plena consciência de que no turfe carioca, onde obteve a maioria das suas vitórias, com certeza teria melhores condições de enfrentar Russel Baze.

O canadense tem desequilibrado a balança a seu favor justamente por que monta perto do quintal de sua casa, no interior da Califórnia, onde se encontra radicado há muitos anos. Ricardinho, aos poucos, parece perceber que precisa do carinho e da paixão dos brasileiros para vencer este duelo histórico. E os dois jóqueis sabem muito bem que ninguém jamais chegará a este incrível número de vitórias que eles dois possuem em todos os tempos. E por isso, têm plena consciência que o vitorioso do lendário confronto será aquele que tiver forças para adiar por mais tempo a aposentadoria nas pistas. Quem pendurar o chicote primeiro será apenas o segundo. (Raia Leve - Paulo Gama)


Comentários (0)

Para comentar essa postagem você deve estar logado!

Clique aqui para se logar ou se ainda não for cadastrado cadastre-se aqui.