MagocomSábado, 22 de Julho de 2017 Assine o BNLCadastre-se
Blog do editor









Busca

< Voltar

Destaques

Documentário “Por que não?” é o melhor ‘retrato’ da necessidade de legalizar os jogos no Brasil 24/11/2016

Lançado na Paris Filmes, em São Paulo, o documentário “Por que não?” mostra a trajetória dos jogos de azar no Brasil desde os anos 30 até os dias de hoje, em total ilegalidade. O filme mostra a saga do país pela legalização dos jogos de azar, o quanto o governo perde com a ilegalidade e o que poderia ser feito e estimulado no Brasil com estes impostos. No documentário, narrado pelo ator Paulo Betti, estão presentes grandes nomes da política, justiça e mercado, entre eles o presidente do Instituto Brasileiro Jogo Legal, Magnho José.

Lançado no dia 17 de novembro na Paris Filmes, em São Paulo, o documentário “Por que não?” mostra a trajetória dos jogos de azar no Brasil desde os anos 30 até os dias de hoje, em total ilegalidade. O filme mostra a saga do país pela legalização dos jogos de azar, o quanto o governo perde com a ilegalidade e o que poderia ser feito e estimulado no Brasil com estes impostos.

Além disso, o documentário defende que o Brasil legalize e regulamente os jogos de azar – que já existem ilegalmente no País. De acordo com a consultoria KPMG seria possível arrecadar mais de R$ 37 bilhões por ano com a iniciativa. Segundo o Instituto Brasileiro Jogo Legal – IJL, dos 193 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU), apenas 37 proíbem o jogo, estando, entre eles, os países muçulmanos e a Coreia do Norte.

Debate sobre a legalização

Alvo de várias reportagens, a legalização do jogo está na pauta da sociedade devido a aprovação do PLS 186/2014 pela Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional – CEDN (Agenda Brasil) na última quarta-feira (09), o agendamento pelo presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL) da votação em Plenário da proposta para o próximo dia 7 de dezembro e a realização no próximo dia 13 de dezembro da Comissão Geral no Plenário da Câmara dos Deputados convocada pelo presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

No documentário, narrado pelo ator Paulo Betti, estão presentes grandes nomes da política, justiça e mercado, entre eles o vereador Eduardo Suplicy, o jurista Ives Gandra, deputado Guilherme Mussi (PP-SP), o jogador de pôquer Flavio Malisa, o Coronel José Vicente da Silva, o Pai Toninho, o Procurador de Justiça Peterson de Paula e o presidente do Instituto Brasileiro Jogo Legal, Magnho José, que expressam suas opiniões contra ou a favor em relação à liberação de bingos, jogo do bicho, caça-níqueis, cassinos, jogo online e outras modalidade de jogos.

Potencial do mercado

A KPMG estima um potencial de arrecadação de mais de 37 bilhões de reais anuais com a legalização dos bingos, um valor igual ao que o governo federal pretendia arrecadar com a volta da CPMF. Ainda, segundo números auditados pela KPMG, considerando todo o período da proibição, o Brasil já deixou de arrecadar mais de 368 bilhões de reais em impostos.

Com esse valor, seria possível construir: 1 milhão de hospitais, 25 milhões de salas de aula, 7 milhões de postos policiais, 10 milhões de casas populares e poderiam ser compradas 895 milhões de cestas básicas.

O cineasta Guilherme Tensol produziu o documentário, em parceria com a agência de publicidade Idealista, presidida por Silvio Matos. Este documentário e a pesquisa da KPMG foram produzidos para a BR Jogos, do empresário Elias Deiab, que defende a legalização dos jogos. 


Comentários (5)
romildo de freitas
23/11/2016 às 21:10h

LINDA POESIA,E POUQUISSIMAAAAAAAAAAAAA PRATICA QUE INTERESSA.

sandro marques
24/11/2016 às 18:52h

Magnho boa noite ! Será que o senhor não poderia dar sua opinião se realmente tem chances de ser votado o pls 186 / 2014 dia 7 no senado ? Pois estamos todos cansados de tantas datas frustradas !!

junior reis
24/11/2016 às 19:12h

Estou com vc Romildo!

william
31/01/2017 às 14:10h

Monta um cassino dentro do vaticano e todas as igrejas com um monte de putas ... pais das trevas . brasil ... por causa deste tipo de gente que o brasil parou nas trevas, cristo lixo e seu seguidores ...

william
31/01/2017 às 14:13h

o nome da vaca dona santinha , o cu dela não passa de uma puta cristã. inimiga da humanidade.

Para comentar essa postagem você deve estar logado!

Clique aqui para se logar ou se ainda não for cadastrado cadastre-se aqui.