Home Cassino Novo fundo de investimento americano promete bom retorno para aplicações politicamente incorretas
< Voltar

Novo fundo de investimento americano promete bom retorno para aplicações politicamente incorretas

10/09/2002

Compartilhe

“A humanidade é produto do desejo, e não da necessidade”, escreveu o filósofo francês Gaston Bachelard. Essa premissa deve ter um fundo de verdade. Acaba de ser criado nos Estados Unidos um novo fundo de ações que congrega apenas papéis de empresas que exploram os desejos e os vícios dos consumidores – como os fabricantes de bebidas, cigarros e a indústria do jogo. O “fundo do vício”, como está sendo chamado, foi lançado oficialmente na Nasdaq, bolsa eletrônica americana, na última terça-feira. Mesmo antes do lançamento a idéia vinha gerando discussões calorosas sobre se é ético ganhar dinheiro com a fraqueza humana para com hábitos prazerosos mas que oferecem potencial dano à saúde. O fundo utiliza também ações de companhias bélicas e fabricantes de armas pessoais. O criador da nova carteira, a Texas Pesquisas e Investimentos, sustenta que, mesmo nas crises recessivas, o desejo do consumidor fala mais alto que suas necessidades. Os números da Texas mostram que os papéis das “empresas do vício” se valorizam sempre acima da média. A análise de mercado informa que os hábitos tendem a ser satisfeitos pelos consumidores independentemente dos humores da economia. Como diagnosticou Bachelard, nas crises muitas pessoas preferem cortar produtos essenciais, como o leite ou o pão, a deixar de consumir o cigarro e a bebida. Essa é a aposta dos gestores do novo fundo. “Não o criei para ser politicamente incorreto, mas para obter boa rentabilidade”, diz Dan Ahrens, diretor da carteira. O desempenho das ações das empresas negociadas em bolsa escolhidas pelos gestores do fundo do vício dá-lhes razão. Em um ano, os investidores que colocaram dinheiro nos papéis das 500 maiores companhias americanas medidas pelo índice Standard & Poor’s amargaram perdas de 20%. Quem arriscou aplicar na indústria do jogo, por exemplo, teve ganho acima de 19%. Para entrar no fundo do vício, é preciso fazer um investimento mínimo de 2.500 dólares.
Revista Veja.