Pandebingo: idosa leva tudo em bingo feito por videoconferência

Compartilhar
A mesa cheia de prendas de Darci Patrício, ganhadora do bingo online (Imagem: Arquivo pessoal)
A taróloga Rachel Patrício, 36, levou um susto quando recebeu da mãe, a nutricionista aposentada Darci Patrício, 72, uma foto da mesa dela cheia de presentes. “Achei que fossem presentes, porque domingo (28) foi o aniversário dela, então ela me contou que havia ganhado no bingo.”
Na hora, Rachel ficou tensa diante da possibilidade de a mãe idosa ter furado a quarentena. “Fiquei bastante preocupada e brava, pensando em como abordá-la sem ser desrespeitosa. Quando perguntei a que bingo ela tinha ido, para a minha surpresa, ela respondeu que foi pelo Google Meets, e que os brindes dela haviam sido entregues.” Rachel contou o causo no Twitter e ele viralizou. Atualmente, a publicação tem mais de 10 mil retuítes e comentários.
Patrício diz que a mãe sempre gostou de bingos de quermesse ou de grupos de encontro. Em entrevista por telefone, a mãe observa que só entrava nessa “em eventos beneficentes”. Ela quis deixar claro que não gosta de apostar em máquinas.
A aposentada costumava participar do jogo por uma boa causa. “Queria ajudar a instituição, fazer a minha parte, mas ainda assim saía meio frustrada.” É que ela nunca levava nada. “Poxa, eu podia ganhar pelo menos uma coisinha, sabe? Nem que fosse um paninho de prato.” A sorte dela mudaria, no entanto, durante a pandemia de Covid-19.
Diversão para o público adulto
O site Divertidosos existe há pelo menos sete anos e foi criado por Guilherme Gargantini, que, aos 70, também é garoto-propaganda da página, e Monika Gargantini, funcionária pública que atua como webdesigner e organizadora de eventos. Como o nome entrega, o Divertidosos tem, como objetivo, criar opções de lazer para pessoas da terceira idade.
“Nosso lema sempre foi a inclusão digital e socialização, por isso fazíamos encontros como a ‘noite de cinema'”, fala Monika. “Mas aí veio a quarentena, o que atingiu o nosso público em cheio, porque ele é composto por pessoas do grupo de risco.”
Darci Patrício, por exemplo, não liga de ficar em casa sozinha, “mas quando a gente não pode sair quando quer, é bastante difícil”. Nem mesmo uma caminhada à beira do mar, que fica logo ali do outro lado da rua, a aposentada que mora em São Vicente (SP) pode curtir. “O que tenho feito é falar com as pessoas que conheço pelo WhatsApp e usado o Google Meets para os encontros espíritas de que participo.”
A adesão de Darci pelas videoconferência surpreendeu Rachel. “Ela sempre foi bastante avessa à internet e agora não só fez as pazes, como tem se divertido bastante em encontro com as amigas, faz videochamadas comigo e com os netos. Como moramos em cidades diferentes [Rachel é de São Paulo], virou nossa principal forma de comunicação.”
Por isso foi natural que, no sábado (27), ela decidisse participar do Pandebingo, do Divertidosos. “Com a chegada de junho, a gente pensou em atividades relacionadas às festas juninas”, narra Monika. Já foram feitas três edições do evento, que costumam ser transmitidos simultaneamente no Facebook e YouTube. “Estamos testando as tecnologias porque os idosos têm dificuldade, mas participam de boa.”
Darci recebeu, pela internet, uma cartela enviada por Monika. A aposentada reproduziu, então, a cartela digitalizada em um papel para que pudesse colocar as pedras. “Falei, antes do jogo começar, que queria muito ganhar uma coisinha porque no dia seguinte seria meu aniversário”, conta a aposentada. Havia por volta de 30 a 40 participantes do sorteio do bingo. “A gente ficava com a câmera ligada, mas com o microfone fechado. Abríamos apenas para gritar ‘Bingo'”. Muita gente nem teve a oportunidade de usar o microfone, já que Darci levou tudo.
De grande perdedora dos bingos de quermesse, a nutricionista se tornou a grande sortuda do sábado (27). Foi ela quem levou três das cinco prendas disponíveis. “Ganhei em duas linhas e uma cartela cheia”, fala. Agora, Darci está radiante, mas no dia do sorteio ficou meio sem jeito. “Estava pasma, como é que aquilo estava acontecendo? Nunca ganhei nada em sorteio nenhum.”
O filho de Darci foi buscar os brindes e, agora, a casa dela está cheia de docinhos juninos e outros mimos. “Veio um pacotão, começamos a abrir e, meu Deus, quanto doce. Um monte de coisa gostosa.” Arroz doce, canjica e paçoca faziam parte das cestas, mas a idosa também ganhou bolsa, cremes, óleo essencial, vale-compras de tortas, hipnoterapia e fisioterapia — para quando puder sair de casa.
Monika Gargantini e a comunidade médica estão preocupados com a saúde mental das pessoas em isolamento social, principalmentes as da terceira idade. “Casos de depressão causados pela angústia da pandemia só têm aumentado. Então o retorno desses bingos está sendo ótimo. As pessoas quando ganham os prêmios e os docinhos ficam muito felizes”, diz a webdesigner.
Além das diversas prendas, Darci inclui na cesta de brindes do Pandebingo a diversão que foi o seu sábado (27). “Você dá risada, é muito gostoso. É um momento que você está com as pessoas, embora que não seja fisicamente. Estamos ali nos vendo, nos reunindo.” (Tab.uol.com.br – Natália Eiras, Colaboração para o TAB, de Lisboa)
Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
26 ⁄ 2 =