Home Destaque Portfólio de jogos foi tema de reunião da Febralot com a Caixa
< Voltar

,

Portfólio de jogos foi tema de reunião da Febralot com a Caixa

20/07/2018

Compartilhe

Segundo a FEBRALOT, algumas alterações nas loterias atuais devem ocorrer a fim de aumentar a arrecadação das modalidades, que vem caindo a comercialização nos últimos meses

Em reunião com a SUALO na última terça-feira (17) em Brasília, foram apresentadas algumas novas modalidades de jogos em desenvolvimento. Em breve boas novidades devem surgir para o consumidor final e aumentar as opções de apostas favorecendo a comercialização da Rede Lotérica. Foram tratados detalhes finais da modalidade Super Sete, prevista para ser lançada ainda este ano, a Caixa espera que seja para novembro, mas ainda não há uma certeza. No entendimento de todos o Super Sete trata-se de uma loteria com grande apelo popular, porém quando se trata de apostas múltiplas torna sua criação bastante complicada.  Não temos dúvida do sucesso da mesma perante o público, mas a FEBRALOT entende que é preciso encontrar caminhos para apostas maiores que proporcionem bolões e esta solução ainda não foi encontrada.

Algumas alterações nas loterias atuais devem ocorrer a fim de aumentar a arrecadação das modalidades, que vem caindo a comercialização nos últimos meses.

Aditivo contratual, pagamento retroativo, adicional de segurança e seguro

Na quarta feira (18), a reunião foi na GERPA. Entre os temas discutidos o primeiro foi o termo aditivo aos contratos que garantirá a revisão e atualização anual das tarifas da Categoria. O aditivo está pronto e muito em breve a Rede Lotérica o estará recebendo para assinatura.

Os valores retroativos dos boletos e dos adicionais das USL deverão ser acertados no próximo dia 22 e com lançamento diferenciado no relatório para que todos possam conferir os acertos feitos. No dia 02 próximo também não havendo dificuldades serão acertadas as diferenças dos convênios para ambos, isso deve acontecer se não houver problemas de ordem técnica.

Outro assunto abordado no encontro foi a redistribuição do adicional de segurança onde lotéricos que atualmente gastam valores muito superiores ao valor recebido pela Caixa deverão ser contemplados com valores maiores. A gestora está na fase final de testes e em breve deve comunicar as alterações.  Ficou claro que os valores hoje dispendidos pela Caixa Econômica Federal permanecerão os mesmos.  Apenas serão criados critérios mais justos na distribuição.

A Caixa comunicou há poucos dias que existe um grupo de lotéricas onde os valores assegurados estão muito abaixo da movimentação financeira e precisa ser alterado. Em breve trataremos dos critérios para estas alterações de valores onde serão principalmente considerados itens de segurança dentro das lojas como forma de minimizar os valores de seguro a ser contratado.

É cada vez maior as exigências por parte de entidades fiscalizadoras que as lojas proporcionem condições de atendimentos especiais.  Na padronização atual azul e cinza criada em 2013 praticamente todos os itens já são contemplados mas ainda existem pequenos acertos a serem feitos e em breve estaremos fornecendo mais detalhes. O novo manual de padronização deve sair ainda no mês de julho.

A FEBRALOT questionou como estão as tratativas para que a Rede possa receber cartões bancários de outras bandeiras no pagamento de contas. O processo apesar de complexo está bastante avançado existindo boas perspectivas de ser implantado ainda neste ano.

Um esclarecimento apresentado também na reunião que gera muita dúvida na rede são as TED (Transferência entre bancos) que são muito utilizadas pelos empresários nas operações de malotes. Em sua maioria elas são feitas na conta 003 por desconhecimento de que poderia ser realizada diretamente na 043. Ficou claro que a operação pode ser na 043 e as agências estão sendo orientadas de como repassar estas informações aos empresários.  Quando os depósitos são realizados na 03 podem ocasionar dificuldades junto a órgãos de fiscalização pois a conta correta de prestação é a 043.

Também foi debatido o processo de prestação de contas dos empresários que fizeram a repactuação de suas dívidas onde tanto os débitos e os créditos passaram a ser em d+1 fazendo com que lotéricos não possam utilizar valores do dia anterior para saques, pois ocasionaria falta na prestação de contas.  Apresentamos as dificuldades e após o próximo encontro traremos as soluções.  (Imprensa Febralot)