Home Destaque Quem gasta mais em jogos para o smartphone? Homens ou mulheres?
< Voltar

Quem gasta mais em jogos para o smartphone? Homens ou mulheres?

22/08/2018

Compartilhe

Mulheres são uma audiência valiosa no mercado dos jogos para smartphone | @Liftoff

Este é do tipo de debates que quase nunca tem um vencedor absoluto, ou pelo menos um lado que seja dono da razão. No entanto, de acordo com um estudo de mercado realizado pela empresa Liftoff, quando chega a altura de gastar dinheiro em jogos para smartphones, um dos gêneros abre mais os “cordões à bolsa”.

De acordo com o estudo publicado, a probabilidade de uma mulher finalizar uma compra in-app após instalação de um jogo é 79% mais elevada do que nos homens. Durante o último ano o gênero feminino tem-se revelado como o gamer ideal para as empresas.

O estudo da Liftoff foi conduzido entre o dia 1º de junho de 2017 até ao dia 31 de maio de 2018. Durante cerca de um ano, foram analisadas mais de 300 aplicações/jogos e mais de 45 mil milhões de impressões.

Apesar do estudo ter chegado à conclusão que as mulheres acabam mais facilmente por realizar compras depois de instalar os jogos. A grande maioria das empresas continua a apostar em títulos que não pensam nas mulheres como público alvo.

As mulheres têm mais probabilidade de fazer compras in-app em jogos de smartphones

Isto porque o gênero feminino tem preferências completamente diferentes do gênero masculino quando chega a hora de passar tempo a jogar no smartphone. Os homens mostram preferência por jogos de ação e estratégia, enquanto as mulheres preferem jogos da categoria puzzle. No entanto, existe um gênero neutro que parece agradar de igual forma a ambos os gêneros, os jogos de cassinos.

Mas não é só no tipo de jogos que vemos grandes diferenças, também existe grande disparidade na forma como ambos descobrem novos jogos. No caso das mulheres, 39% descobrem novos jogos através de amigos ou familiares e 20% através das redes sociais.

Por outro lado, nos homens, a história é completamente diferente. Através de amigos e família são apenas 27%. Mostrando muito mais interesse na descoberta de novos jogos através de reviews ou sites tecnológicos (26%).

“As mulheres são uma audiência lucrativa, e é necessária uma estratégia diferente para as conseguir persuadir. O gênero revela-se mais lucrativo em campanhas focadas no custo por ação”, disse Mark Ellis — CEO da Liftoff.

Ellis disse ainda que esta é uma “Era de ouro” para as empresas de marketing no mundo dos jogos para smartphone. O custo de aquisição de utilizadores através de anúncios caiu drasticamente durante o último ano. Passando de 50 dólares para 28 dólares, uma redução nunca antes observada.

As mulheres são uma audiência valiosa no mercado dos jogos para smartphones

Apesar deste estudo ter revelado que as mulheres são muito mais propícias a realizar compras nos jogos de smartphones. Não significa que as empresas e agências de marketing se devam focar em exclusivo no gênero feminino. Com números de utilização praticamente idênticos, o segmento de mobile gaming está dividido quase 50/50 entre homens e mulheres.

A Liftoff refere ainda no seu estudo que apesar de ser muito mais barato adquirir um utilizador na plataforma Android (US$ 6,37), os utilizadores da plataforma iOS (US$ 11,08) revelam-se muito mais valiosos. Isto porque no que respeita à taxa de conversão a história é outra. Os utilizadores em iOS (21%) gastam o dobro dos utilizadores em Android (10,8%).

No final de contas, este estudo não tinha como objetivo provar de forma indiscutível que as mulheres são quem mais dinheiro gasta nos jogos para smartphones. Mas sim, demonstrar de forma irrefutável que nos dias de hoje são tanto, ou mais, valiosas para as empresas. Especialmente quando chega a hora de pensar no desenvolvimento do seu próximo jogo. (4GNews – Vitor Urbano)