Home BNL Receitas dos cassinos de Macau sobem 22% em março
< Voltar

Receitas dos cassinos de Macau sobem 22% em março

02/04/2018

Compartilhe

As receitas brutas acumuladas nos três primeiros meses do ano totalizaram cerca de 7,6 bilhões de euros

Os cassinos de Macau fecharam março com receitas de 25,950 bilhões de patacas (2,6 bilhões de euros), mais 22,2% comparativamente a igual período de 2017, indicam dados oficiais divulgados.

De acordo com a Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ), em março de 2017 as receitas dos cassinos tinham sido de 21,2 bilhões de patacas.

As receitas brutas acumuladas nos três primeiros meses do ano totalizaram 76,5 bilhões de patacas (cerca de 7,6 bilhões de euros), o que representa um aumento de 20,5% em relação a igual período do ano anterior.

Em 2017, a receita do jogo em Macau cresceu 19,1% para 265,7 bilhões de patacas (27,5 bilhões de euros), invertendo uma tendência de queda registada nos três anos anteriores.

A indústria de jogo, principal pilar da economia da Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China, começou a recuperar em agosto de 2016, altura em que terminou um ciclo de 26 meses consecutivos de quedas anuais das receitas.

As receitas dos cassinos de Macau vinham caindo há três anos consecutivos: -3,3%, em 2016, -34,3% em 2015 e -2,6% em 2014.

Macau, capital mundial do jogo, é o único local na China onde o jogo em casino é legal. Operam no território seis concessionárias: Sociedade de Jogos de Macau, fundada por Stanley Ho, Galaxy, Venetian, Melco Resorts, Wynn e MGM. (Notícias ao Minuto)