Home Destaque Após explosões de bancos, moradores esperam até 5 horas em fila de lotérica
< Voltar

,

Após explosões de bancos, moradores esperam até 5 horas em fila de lotérica

11/10/2018

Compartilhe

Filas chegam de 4 a 5 horas em lotérica de Machado (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

Com pelo menos 32 ataques a agências bancárias registrados em 2018 no Sul de Minas, várias unidades foram fechadas para reparos e seguem sem previsão para reabertura. Sem bancos, moradores de Machado (MG), por exemplo, enfrentam filas de até 5 horas na única lotérica disponível.
Os moradores de Machado perderam as duas únicas agências bancárias em ataques no dia 25 de setembro. As unidades da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil foram alvos dos criminosos e tiveram danos na estrutura. Ainda não foi possível fazer reparos e não há data para reabertura.
As longas filas causaram transtornos e geraram reclamações de quem depende do serviço. “Você chega aqui, perde um dia de serviço e às vezes nem resolve o problema. Isso pra pagar coisas simples, um talão de água que está vencido, uma luz e sacar um dinheiro”, lamenta o servente de pedreiro Anselmo Luciano, que era o primeiro da fila e chegou ao local às 5h da manhã.
Outros moradores buscam alternativas em outras cidades próximas, como Poço Fundo. “Teve que receber [o salário] e pagar uma conta em outra cidade também. Na lotérica, ele não pega o valor completo”, conta a dona de casa Regiane Lopes sobre o marido.
O problema também tem afetado as empresas. Em uma fábrica de alimentos, funcionários pedem para chegar mais tarde ou sair mais cedo para pagarem as contas.
“Se é urgente, às vezes a gente até libera, ou consegue fazer um apanhado de todos e quita. Levar em uma cidade próxima”, explica a contadora Maria Cristina Cavalcante.
O vencimento do pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) foi adiado pela prefeitura para evitar tumultos. “A gente baixou um decreto hoje, prorrogando o desconto para pagamento à vista até 10 de novembro, para que os contribuintes não sejam prejudicados”, explica a assessora Renata Mitidieri.
Em nota, o Banco do Brasil disse que trabalha para voltar com o atendimento em Machado o mais rápido possível. Enquanto isso, o banco orienta os moradores a usarem os aplicativos de celular e o terminal de autoatendimento, localizado na Escola Agrotécnica, além das lotéricas. A Caixa Econômica Federal não respondeu aos questionamentos. Clique aqui e assista ao vídeo da reportagem no Jornal da EPTV 1ª Edição – Sul de Minas. (G1 Sul de Minas)