Home Lotérica Sincoemg esclarece opção diferente da Febralot
< Voltar

Sincoemg esclarece opção diferente da Febralot

03/04/2013

Compartilhe

Prezados amigos,

Nunca, em tempo algum, o SINCOEMG pretendeu dividir as ações da categoria.

A única coisa que fizemos foi consultar um jurista renomado, que pudesse fazer um trabalho consistente de defesa técnica e jurídica de nossos interesses – que são os interesses de toda categoria dos empresários lotéricos, e nisso não há divergência alguma.

E tomamos a liberdade de fazer diretamente essa consulta porque as informações que solicitamos, infelizmente, não nos foram apresentadas quando pedimos.

Inclusive, sem querer polemizar, é bom registrar que havíamos pedido anteriormente exatamente isso que agora é dito: que todos os presidentes se reunissem e todas as estratégias fossem esclarecidas.

Isso não aconteceu.

Para agravar, solicitamos copias do processo, as quais não nos foram enviadas, sob o argumento de que o processo era sigiloso. Tivemos algum trabalho, mas nós mesmos fomos ao TCU e obtivemos essas copias.

Depois pedimos referências dos advogados indicados (Augusto de Martins, salvo engano), e isso também não nos foi apresentado.

Ao contrário: tivemos uma resposta deselegante, no sentido de que procurássemos na internet.

Enfim: buscamos, sim, algo transparente, claro e objetivo, que nos pareceu o melhor, até mesmo diante da ausência de informações e em razão da forma como fomos tratados.

O que foi feito, agora, foi apresentar às lideranças da categoria o resultado das nossas consultas (que até agora não passaram de consultas).

Mas em hipótese alguma isso deve ser tido como uma convocação para dividir as ações da FEBRALOT.

Menos ainda isso quer dizer que não podemos sentar para conversar.

Ao contrário: devemos fazê-lo, até para que todos possam saber exatamente qual é a estratégia da FEBRALOT (desculpe, mas isso não ficou claro para nós, e parece não ter ficado claro para muitas outras pessoas, também, conforme pode ser visto dos e-mails enviados).

Menos ainda estamos desprezando o caminho político administrativo. Ele é importante e imprescindível, porque para nós é claro que nosso grande desafio é trabalhar pela aprovação do PL 4280/2008.

Apenas seria bom que nos fosse exposto que ações pretendem ser tomadas nessas esferas político e administrativa.

Voltamos a insistir: o SINCOEMG nunca pretendeu e nem pretende dividir as ações da categoria.

Contudo, não se vê a vontade de pedir recursos a sua categoria sem saber esclarecer onde e como isso será aplicado.

Mas estamos a disposição para nos reunirmos e conversarmos a respeito de todos esses temas.

Aliás, seria ótimo que isso acontecesse.

Seria ótimo que pudéssemos todos nos reunir e nos entender quanto ao que está sendo feito, quanto custará, como será pago etc.

Se isso acontecer e estivermos todos de acordo, e definir-se que devemos fazer conjuntamente, ótimo.

Mas se isso não acontecer, respeitosamente, o SINCOEMG irá definir nossas próprias estratégias e atitudes – o que, insista-se, em hipótese alguma implica em divergência quanto aos propósitos e interesses.

É apenas uma questão de autonomia, que deve ser respeitada, tal como respeitamos os dirigentes dos demais Estados, e também gostamos de ser tratados com o mesmo respeito.

Por fim, é bom deixar claro para todos que o SINCOEMG não está descumprindo deliberações da FEBRALOT.

Quando a proposta da FEBRALOT foi apresentada não existiam outras propostas.

Agora existem, elas parecem melhores e estamos propondo sentar todas as lideranças, esclarecer o que temos, avaliar todas as propostas e decidir.

É claro que, se não houver esse encontro, ou se não houver consenso, o SINCOEMG reserva-se o direito de tomar a decisão que lhe pareça a melhor para o interesse da categoria.

Não somos obrigados a aderir a algo que nos pareça o mais adequado.

Insista-se: ao dizer isso não estamos dizendo que a proposta da FEBRALOT seja errada; apenas não temos elementos para avaliá-la.

O mais importante é destacar que o SINCOEMG está com a FEBRALOT.

Nossa causa e nossa luta é uma só, e isso nunca mudou.

Marcelo Gomes de Araujo

Sindicato dos Comissários Lotéricos do Estado de Minas Gerais – Sincoemg