Home Cassino Suspensão de restrições a cassinos causa polêmica no Reino Unido.
< Voltar

Suspensão de restrições a cassinos causa polêmica no Reino Unido.

21/10/2004

Compartilhe

A publicação desse projeto de lei, que pode criar uma verdadeira revolução em um setor que movimenta milhões, foi uma resposta a uma intensa campanha dos gigantes americanos do setor, segundo denúncias que circulam no Reino Unido.
De acordo com o projeto trabalhista, a instalação de cassinos não estará limitada no futuro a certas áreas permitidas e também não se exigirá que seus clientes tenham carteira de membros.
Entre as motivações do governo está a expectativa de arrecadar o equivalente a 390 milhões de euros por ano em impostos. Segundo uma análise do Ministério de Cultura, Meios de Comunicação e Esportes, espera-se que britânicos e turistas gastem no jogo entre 6 e 18 bilhões de euros nos próximos cinco anos.
O governo introduziu seu projeto sob um procedimento de tramitação rápida, que permitirá que vire lei antes das próximas eleições (previstas para o primeiro semestre de 2005) e entre em vigor no ano seguinte.
O Executivo espera que nos próximos cinco anos o setor invista cerca de 9 bilhões de euros, o que contribuirá para criar até 85 mil postos de trabalho estáveis em regiões nas quais há altos níveis de desemprego. A indústria do jogo emprega atualmente no país cerca de cem mil pessoas.
O descontentamento com o projeto de lei abarca os próprios trabalhistas: um dos deputados desse partido acusa o Novo Trabalhismo, em artigo publicado hoje pelo "Daily Mail", de estar perdendo o foco. Field diz que a suspensão de muitas das restrições contra a proliferação de cassinos não estava no programa do Partido Trabalhista nas últimas eleições.
Companhias de cassinos americanos e sul-africanas já investiram milhões de libras em casas de jogo em Londres, Leeds, Manchester, Sheffield, Glasgow e outras cidades do país.
Enquanto isso, um porta-voz de Blair negou que será aberto um cassino em cada cidade britânica e disse que o jogo faz parte da vida do país. O governo negou os relatórios do Centro Henley e do National Economic Research Associates, que prevêem que o número de viciados em jogos dobrará.

Os aliados de Tony Blair destacam que embora as críticas tenham se voltado mais para os grandes cassinos, eles se dedicaram mais às restrições que a lei impõe a outros tipos de jogo, como as apostas pela internet. No entanto, esse tipo de aposta é responsável, segundo o governo, pelo fato de o vício de jogar ter triplicado nos cinco últimos anos no Reino Unido.

Agência EFE