José Renato Nalini: ‘Falso moralismo ou hipocrisia?’

Em artigo veiculado pelo O Estado de São Paulo, José Renato Nalini destaca que “Há coisas muito mais imorais do que o jogo de azar. Os que ainda defendem a proibição sabem disso. Ou todos os países que incentivam o jogo – e são muitos – podem ser considerados patrocinadores de práticas imorais?”