Lotérica de Umuarama (PR) é a 1ª no Brasil a dar preferência a pessoas com fibromialgia

Lotérica I 08.06.21

Por: Magno José

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Em Umuarama há uma lei que institui a semana de conscientização sobre a doença

Uma lotérica de Umuarama é a primeira do Brasil a dar preferencia à portadores de fibromialgia. No local há o símbolo que identifica que portadores da doença tem preferência no atendimento.
Luzineide Soares de Souza Rodrigues é dona da Casa Lotérica e explicou que uma cliente que sofre com a doença, um dia estava na fila e com muita dor e pediu a preferência. ‘’Ela foi e atendeu a mulher que comentou sobre as dores e também a vigência de uma lei na cidade que determina que fibromialgicos tenham preferência em locais de atendimento’’.
Na Lotérica foi colocada uma placa que identifica a prioridade. ”Nós colocamos uma placa com a identificação é o símbolo lilás que remete a fibromialgia. Isso fica visível para as pessoas que chegam ao nosso estabelecimento”, destacou.
Em Umuarama, não é possível saber quantas pessoas lutam com essa doença, mas são inúmeros casos descobertos diariamente. ”A pessoa sente muita dor e ficar numa fila de espera muito tempo faz isso aumentar ainda mais. Foi pensando nisso que optamos em agilizar o atendimento aos portadores de fibromialgia. Temos recebido muitos elogios”, disse a dona da lotérica.
A fibromialgia é uma síndrome de causas ainda desconhecidas. Mas, que pode provocar dores fortes por todo o corpo durante muito tempo ou sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. Isso acontece devido uma alteração da interpretação dos estímulos recebidos pelo cérebro e também pelos receptores cutâneos.
Na Capital da Amizade desde 2015 há uma lei que institui o dia de conscientização e enfrentamento a Fibromialgia, a ser lembrado em maio ”Quem tem dor tem pressa”. A iniciativa é para que palestras e movimentos sejam realizados durante o mês como forma de conscientizar sobre a doença que faz inúmeras vítimas. Porém, na cidade não houve nada que marcasse a data.
Ainda não há um diagnóstico ou remédios que cure a doença. Porém, estudar e conhecer pode ajudar amenizar as dores que são intensas nas articulações.
Nilda do Carmo é portadora da doença há anos. Segundo ela, ainda não há estudos que mostrem uma solução para a fibromialgia. ”São muitas dores que sinto no corpo. Já cheguei passar dias em cima da cama e sofrendo muito”, contou Nilda.
A servidora pública comemorou a preferência que os fibromialgicos ganharam na casa lotérica. ”Eu sei como é horrível sentir dor. E um dia eu estava aqui na fila e pedi atendimento preferencial, todos me olharam com cara feia. Mas, a responsável me atendeu. Depois que eu expliquei para ela, ela entendeu a situação e logo depois já havia a indicação de preferência”, disse.
”Eu sou muito agradecia por nós termos garantido essa conquista”. ”Umuarama foi a primeira cidade e destaque e depois uma cidade do interior de São Paulo copiou a iniciativa”, lembrou Nilda.
Em Umuarama, os portadores da doença podem fazer a carteirinha de identificação que garante a preferência em estabelecimentos comerciais. O documento pode ser feito na seção da Atenção Primária ( no prédio da Secretaria de Saúde , na rua Ministro Oliveira Salazar). É preciso ter o laudo médico que comprove a doença (fibromialgia), e documentos pessoais. Não há custo. (OBemdito – Umuarama – PR)

Comentar com o Facebook