Novo vice-presidente de Rede da Caixa se reúne com a Febralot

Destaque I 15.04.22

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
O novo vice-presidente de Rede, Jair Mahl e sua equipe debateram vários pontos de interesse da rede lotérica

Estiveram reunidos nesta quarta-feira (13) na Caixa Econômica Federal, em Brasília, a diretoria da Febralot e os vice-presidentes de Rede, Loterias, Tecnologia da Informação e Negócios de Atacado, além dos executivos da CAIXA ligados à rede lotérica. O principal objetivo da reunião foi a apresentação do novo vice-presidente de Rede, Jair Mahl e sua equipe com os principais contatos de interação da diretoria da Febralot.

Durante a reunião também foram debatidos temas da pauta enviada previamente pela Febralot. Alguns temas houve consenso e ficou definido que alguns assuntos serão tratados como prioridade e outros na sequência das ações, através da interação entre as equipes da VP de Rede e os representantes dos lotéricos.

Como prioridade, Jair Mahl prontificou-se para atuar junto às áreas responsáveis na Caixa para formalizar o apoio aos lotéricos afetados pela ADI 6785, que contesta a constitucionalidade da Lei 12869/13, ‘Lei dos Lotéricos’. Não foi definido um prazo, mas o dirigente informou que vai tratar com a devida urgência.

O VP de Rede elegeu ainda como prioritário, o convênio da Caixa com as Loterias Estaduais, solicitando à Superintendência de Loterias que contate os representantes das loterias dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais para oferecer um pacote de integração desenvolvido pela Caixa para possibilitar a venda dessas loterias no balcão lotérico. Solicitou que a SUALO fixe um prazo de conclusão.

Também ficou definido como prioridade, ações de combate aos sites que intermediam os jogos da Caixa na internet fora do site do banco.

Os demais pontos da pauta foram debatidos entre as equipes, mas a definição sobre o tratamento e prazos ficou para os próximos encontros, devido a redefinição das equipes da Caixa e a nova priorização necessária em relação à situação atual do mercado e da rede lotérica.

Área de Loterias
Um dos temas abordados com a área de Loterias da Caixa foi priorização de melhorias e velocidade de lançamento de novos produtos de jogos com ênfase no canal físico.

A SUALO vai apresentar para TI os projetos que são prioridades para loterias e obter um cronograma de execução de acordo com as equipes dedicadas à área de loterias. A proposta é facilitar a decisão da diretoria da Caixa sobre o tempo de execução e dimensionamento dos recursos.
Também foi apresentado o sistema para venda de bolões pela internet pelos aos sindicatos estaduais dos lotéricos.

Foi definido que haverá uma apresentação para os lotéricos sobre a nova modalidade ‘Mais Milionária’ e que o novo prazo para o início da operação será em junho deste ano.

Revisão do valor das apostas dos jogos
Não há concordância entre as partes sobre a possibilidade de o reajuste causar perda de receita total, como a SUALO preconiza. Assim sendo ficou acordado que a área da Caixa Loterias vai realizar um estudo sobre a modalidade da Quina e promover um reajuste em caráter experimental para decidir sobre as demais modalidades.

Publicidade
Foi discutida a possibilidade de intensificação da propaganda dos jogos, divulgando valor dos prêmios, cidade dos ganhadores e valores repassados aos programas sociais do Governo.

A Caixa informa que este ano prioriza a campanha do lançamento da nova loteria “Mais Milionária”, que terá o mesmo formato da última Mega-Sena da Virada. Por ser ano eleitoral, a Caixa que é empresa pública fica com o orçamento limitado ao executado no ano anterior. A campanha institucional sobre a rede lotérica foi solicitada pela FEBRALOT e os executivos da CAIXA ficaram de analisar o tema sobre o cenário imposto ao grupo do ano eleitoral.

Loteria instantânea e Lotex
Foi solicitada autorização do governo para que sejam comercializadas na rede lotérica a venda de loterias instantâneas até a definição da Loteria Instantânea Exclusiva –  Lotex.

A Caixa informou que depende de uma autorização do Ministério da Economia e que tem condições de colocar o produto no balcão lotérico rapidamente, em até seis meses. Decidiu-se que a Caixa e a Febralot buscarão esta decisão junto ao governo.

Aumento da comissão das apostas online
A Febralot solicitou que a Caixa realize um novo estudo sobre o rateio do custo do pagamento das apostas on-line, aumentando a comissão SILCE aos lotéricos.

A SUALO explicou que no formato atual de pagamento por cartão de crédito bancado por um fornecedor licitado não há como rever o comissionamento atual de 4% aos lotéricos. Existe projeto para que o cliente da internet possa pagar seus jogos com PIX, sem custo para a CAIXA e, portanto, passível de revisão do comissionamento dos lotéricos.

O executivo da SUALO argumenta que o importante é buscar público novo para o meio físico, um dos projetos da SUALO, que trará rentabilidade real ao lotérico, já a FEBRALOT argumenta que 1% de aumento na comissão online, representa 25% a mais de receita ao lotérico naquela modalidade.

Tratamento com a Área de Rede
Foi informada a necessidade de trazer os clientes de volta às lotéricas melhorando a interface Aplicativo/TFL, além de outros convênios. A Caixa informou que tem três ações para trazer público novamente às lotéricas:

– Instituição de um cartão para os beneficiários do Auxílio Brasil para que possam recebê-lo nas lotéricas.

– Geração do código na lotérica para os clientes que estiverem sem o celular ou com mudança de número.

– Atuação com maior parceria entre gerente geral de Rede e lotérico, onde a proximidade entre agência e lotérica permita o direcionamento dos clientes para as lotéricas.

Reajuste dos serviços
Foi solicitado um reajuste da média ponderada das tarifas e serviços para acima de R$ 1,00 (hoje são R$ 0,86). A área de Rede está finalizando os estudos dos reajustes para iniciar negociação com a FEBRALOT com vistas ao reajuste anual para 1º de julho deste ano.

Melhorar a remuneração do negocial a valores de mercado
Está em estudo a proposta, que será apresentada à direção da Caixa, após todas as lotéricas alcançarem a primeira metade que é um CPF certificado por lotérica.

Empréstimo para rede lotérica
Entregar o produto em desenvolvimento que altera os empréstimos aos lotéricos baseados na SELIC para taxa pré-fixada. A Caixa informa que o produto está pronto para implementação na rede com taxa fixa de 0.99% a.m. O prazo de disponibilização será informado pela área de Rede.

Títulos de Capitalização
Sobre os títulos de Capitalização da ICATU para as Lotéricas combaterem os CAPs regionais vendidos em suas portas por terceiros, a Febralot apresentou ao VP de Rede as sugestões que fidelizam os clientes nas lotéricas para serem discutidas com à ICATU.

Contas em D+1
Reavaliar sistemática da prestação de contas em D+1 da diferença para lotéricas com perfil pagador de benefícios, limite móvel não é suficiente. Devido à este problema, muitas lotéricas estão deixando de pagar benefícios para honrar a prestação de contas, já que o valor do limite tem o teto do valor do seguro da loja, o que em muitos casos é insuficiente.

A Febralot sugeriu à Caixa que estude um sistema híbrido de prestação de contas onde as lotéricas com perfil pagador de benefícios preste contas do início do calendário do auxílio Brasil até o final do calendário do INSS com os saques sendo creditados em D+0 e nos demais dias no sistema novo atual em D+1 da diferença entre os valores recebidos e pagos.  A CAIXA vai avaliar a proposta e informar na sequência.

Compras regionais
Sobre a possibilidade de disponibilizar recursos para as Superintendências Regionais para realização de propagandas regionais, a SUALO indeferiu este item devido sistemática do banco que só permite compras centralizadas.

Temas das próximas reuniões
– Fazer a divulgação de ganhadores de prêmios secundários, caso os clientes autorizem.

– Promover a implementação do Cartão de Crédito Bandeira Loterias, exclusivo para a Rede Lotérica, com receita à UL de forma recorrente quando utilizado no mercado.

“Como sempre destacamos, as ações da Federação são para todos, mas só podem prosseguir com o apoio do empresário lotérico, contribuindo financeiramente com seus sindicatos estaduais. Se você ainda não é associado ao seu sindicato, associe-se! Vamos manter estas ações! Juntos Somos Mais Fortes! Lotéricos Valem Mais!” Defende a diretoria da Febralot.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.