Reformulação das loterias em 2016, deve atender demanda dos Lotéricos

Compartilhar

Presidentes Sindicais, membros da Comissão de Jogos da FEBRALOT e delegados sindicais do SINCOESP, participaram de uma reunião com os executivos da área de jogos da Caixa. A seguir o resumo de alguns tópicos que foram debatidos na ocasião.

Pauta

• Novo ambiente de Sorteio – No Terminal Tietê

• Legislação relacionada a Loterias

• Loteria Federal

• Credibilidade dos Sorteios

Assuntos

Novo ambiente de Sorteio – O ambiente de sorteio das Loterias a ser inaugurado hoje, no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo, começa a funcionar em 2016, em duas fases.

1º Etapa – Realizará o sorteio de uma modalidade de loteria por dia no Tietê, e as demais, continuarão acontecendo através do Caminhão da Sorte.

2º Etapa – Todos os sorteios serão realizados no Tietê e apenas os concursos especiais acontecerão no Caminhão da Sorte, em festas e celebrações, por diferentes cidades do país.

O novo ambiente substituirá o auditório da Caixa, em Brasília, e, realizará os sorteios com a participação do público, e com transmissão ao vivo pela Internet, quando todos os processos estiverem em atividade.

Projetos de Leis que impactam no percentual do prêmio das Loterias – Recentemente foi aprovada a Lei 13.146/15 que retira uma parte (0,6) do valor destinado ao premio  das Loterias e, transfere para o comitê paralimpico. Não impacta no valor do lotérico.

O plano de sorteio da Loteria Federal será reavaliado, conforme esta legislação.

A Caixa tem uma equipe para acompanhar os temas legislativos e, impedir que o setor seja impactado negativamente.

Após cobrança da FEBRALOT, por uma atuação mais participativa, a Caixa se comprometeu a colocar essa diretoria de assuntos parlamentar em contato com a Federação, para que possam agir preventivamente a fim de  que os parlamentares deixem de elaborar projetos de lei similares.  Hoje são mais de 100 projetos querendo verba do prêmio das loterias.

Loteria Federal – Os testes de extrações de quarta, mudanças de cotas, entre outros tópicos

Os números da Caixa sobre a venda da Loteria Milionária de quarta-feira, demonstraram um péssimo resultado de comercialização – O dia de sorteio da Loteria Milionária será mantido no sábado.

O SINCOESP entregou para a Caixa os números de devolução, excedente, dos Lotéricos, ou seja, quantos bilhetes eles encalharam, além da devolução autorizada, e qual foi o prejuízo.

A FEBRALOT entregou para a Caixa o resultado da enquete que os Lotéricos responderam, sobre as vendas, a conta, e a aceitação da Loteria Federal.

A Caixa ficou ciente da crise do produto e vai elaborar uma reformulação da loteria, para permitir que os Lotéricos façam uma redução da cota de bilhetes.

Credibilidade dos Sorteios – A Caixa monitorou todos os materiais nas mídias sociais sobre os boatos.

O SINCOESP reafirmou que a população precisa ser informada pois, o Lotérico conhece e confia no sistema.

A CAIXA apresentou argumentações para desbancar a teoria de que as apostas diminuíram, a FEBRALOT discordou, os presidentes sindicais exemplificaram situações de apostadores que difamam o produto dentro da Lotérica, e outros exemplos semelhantes.

A CAIXA ouviu e se comprometeu a realizar outra ação para os apostadores.

Já estava decidido pela Caixa, a veiculação de vídeos curtos de instrução aos apostadores, sobre o funcionamento dos sorteios na parte de segurança, sistemáticas etc. Estão aguardando a liberação do direito de imagens para a utilização de um material que já possuíam.

Extra pauta:

Alteração na Quina

A Loteria vai ser modificada pera permitir as apostas múltiplas.  O preço das apostas com mais de cinco dezenas deve aumentar, pela mudança da sistemática do jogo. Na campanha de comunicação a Caixa vai focar no pagamento do Duque, que também será rateado.

Previsão para implantação, em fevereiro.

Treinamento de Equipe Interna

Os presidentes sindicais pediram um treinamento para os Supervisores de Canais sobre o tema Loterias

A CAIXA disse que falta pouco para a implantação da “Universidade Caixa” para treinamento. A FEBRALOT entende que deveria ser substituído por vídeos curtos de orientações pontuais. A CAIXA ficou de analisar.

A reunião aconteceu, na quinta, 17, e contou com a presença dos presidentes sindicais membros da Comissão de Jogos da FEBRALOT, Robson Gomes, Pará; Jodismar Amaro e José Carlos P. Paiva, São Paulo; Marcelo de Araújo, presidente, e Marcelo de Oliveira, vice, do Rio de Janeiro; Marco Antônio Kalikowski, Rio Grande do Sul, Aldemar Mascarenhas, Paraná, Maria Luzia Fernandes Alves, Espírito Santo; e Gilmar Cechet, Santa Catarina. Representando a Caixa, participaram, os gerentes nacionais de produto, Raymundo Oliveira e Edilson Vianna.

Também estavam presentes os delegados sindicais de São Paulo, e representantes, Gustavo Costa, Roberto Fontinelli, Márcio Nakamatsu, Luiz Carlos Brentigani, Cleber Guimarães, Mario Rui Nobrega, Ricardo Matsushita, Waldemar, Sueli Falcão, Custodio Guimarães e Cláudio Correa. (Portal Febralot)

Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta