Wellington Dias defende tributação dos jogos, mas Rodrigo Maia foca em cassinos resorts

Blog do Editor I 15.02.19

Por: Magno José

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
O governador Wellington Dias e membros da Bancada Federal piauiense participaram de reunião com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia em Teresina

Nesta quinta-feira (14), o governador Wellington Dias e membros da Bancada Federal piauiense participaram de almoço com o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ), em Teresina. A oportunidade marcou uma rodada de diálogos sobre a Reforma da Previdência, uma das principais pautas discutidas em âmbito nacional, outros temas, inclusive a legalização dos jogos.

De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, a reforma deverá ter condições de entrar em votação no início do mês de junho. Até lá continuam as tratativas com membros do executivo e parlamentares estaduais.

Novas receitas com as loterias

Durante o almoço, o governador do Piaui, Wellington Dias, fez uma apresentação da situação previdenciária do estado e na ‘Proposta para fundo de equilíbrio da previdência dos estados’ o governador sugere a operação de loterias pelos estados entre as novas receitas para equilíbrio previdenciário.

Wellington Dias apresentou para o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia o panorama da previdência no estado

Tributação e jogos

Outro incremento fiscal defendido pelos parlamentares, incluindo políticos locais, é a tributação sobre jogos de azar. Rodrigo Maia aponta para a implantação de 32 estruturas de turismo abrigando 8% de receita com cassinos. Esse percentual, segundo ele, seria suficiente para arrecadar bilhões em receita. O senador Ciro Nogueira do Piauí defende a regulamentação dos jogos pela internet que, de acordo com estudo feito pelo senado, geraria R$ 29 bilhões em receita por ano.

Comento: Lobby para Lei Sheldon Adelson

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia continua defendendo a legalização exclusiva dos cassinos resorts integrados. O parlamentar carioca já absorveu o número de cassinos previstos no PL 530/19 (Lei Sheldon Adelson), de autoria do deputado Paulo Azi e protocolado na semana passada.

Comentar com o Facebook