Cassinos voltam à pauta no Congresso Nacional

Compartilhar
Há estimativas um resort integrado com cassino tipo poderia trazer cerca de US$ 10 bilhões (R$ 53 bilhões) em investimentos para o Rio. Croqui do Cassino no Porto do Rio (Imagem: Diário do Porto)

Uma das soluções para a o Rio de Janeiro voltar a crescer passa pela liberação dos cassinos, como o DIÁRIO DO RIO já disse em editorial. E depois de um período sem novidades, o site Diário do Porto traz a informação que o projeto para cassinos em resorts integrados volta a mobilizar os parlamentares.

O tema voltou a ser debatido na Câmara, e com a nova presidência nesta Casa e no Senado, há expectativa de que esses projetos sejam analisados como contribuições para aquecer a economia. Só no Rio de Janeiro, com um resort integrado no Porto Maravilha, há estimativas um empreendimento desse tipo poderia trazer cerca de US$ 10 bilhões (R$ 53 bilhões) em investimentos para o Rio.

De acordo com o site, no Congresso Nacional, há vários projetos para a legalização dos jogos, sendo que um deles existe há 30 anos. O projeto que permite os resorts integrados, que está parado na Câmara dos Deputados, concebe que nesses estabelecimentos os cassinos ocupem no máximo 5% da área, cujo restante deve ser destinado a hotéis, centro de convenções, casas de shows, áreas de lazer e shoppings.

O Diário do Porto, também lembra que em setembro do ano passado, foi apresentado no Senado um outro projeto de lei para legalizar os resorts integrados, com mais restrições do que o da Câmara, prevendo que as receitas tributárias desses negócios sejam aplicadas exclusivamente em projetos habitacionais. Na nova versão, cada Estado poderá ter apenas 1 estabelecimento, contra os 3 previstos originalmente.

Vale lembrar que apesar de proibido o Jogo de Azar, no Brasil temos loterias, raspadinhas, corrida de cavalo e outras modalidades, só que controladas pelo Estado. (Diário do Rio de Janeiro – Quintino Gomes Freire)

Comentar com o Facebook