Falsários tentam aplicar golpe em casa lotérica usando nome da prefeita de Brasileia

Lotérica I 22.06.22

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
Card divulgado pela assessoria da prefeita Fernanda Hassem (Foto/divulgação)

Uma atendente de uma das casas lotéricas de Epitaciolândia, foi surpreendida ao receber uma chamada via WhatsApp, onde uma pessoa tentava se passar pela gestora do Município de Brasiléia, Fernanda Hassem.

Segundo foi apurado na delegacia do Município de Epitaciolândia, onde o caso foi registrado, a pessoa que usou o número (68) 9933-1233, e queria que a atendente fizesse pagamentos de boletos e que faria transferências via PIX.

O fato não foi concretizado pela atendente, uma vez que esse tipo de transação seria necessário a presença do titular na casa lotérica. Após a negativa da atendente, a pessoa desligou e a bloqueou.

Após ser registrado na delegacia, a prefeita foi avisada dos fatos que por sua vez, já está tomando as providencias na esfera judicial. Em tempo, esta não seria a primeira vez que tentam usar o nome da gestora para aplicarem golpes.

Outros políticos do Acre também já tiveram seus nomes usados por bandidos na tentativa de pedirem dinheiro ou pagamento de contas. As autoridades pedem que as pessoas tomem cuidados em relação aos seus documentos e contas bancárias, para que não sejam usadas por falsários. (ContilNet)

***

Estelionatário tenta aplicar golpe em casa lotérica de Colatina (ES)
Foi registrada nesta segunda-feira (20), por volta das 10 horas, uma ocorrência de estelionato-fraude, em Colatina. Uma caixa de uma loja lotérica do centro da cidade denunciou ter sofrido um golpe e depositado dinheiro a pedido de um cidadão que depois afirmou que não tinha o dinheiro.

Aos militares o senhor L.N.M., disse que havia recebido uma mensagem dizendo que ele  tinha ganhado 9 mil reais, mas que precisava deslocar-se a uma casa lotérica mais próxima para receber o prêmio.

Assim que chegou à lotérica, L., disse que o estelionatário se comunicou por telefone orientando que ele precisava depositar um dinheiro e pediu para falar com a caixa da lotérica, M.R.V. Porém, com esta ele mudou de conversa dizendo que o senhor L., era seu empregado, e que poderia confiar; que ele estava com 100 mil reais e que poderia fazer uns depósitos com as contas fornecidas pelo estelionatário por telefone sempre no valor de 2 mil reais sendo quatro depósitos no valor de 8 mil reais na conta de M.M.S.S., CPF 79287298300 beneficiário Mercado Pago Comércio e Representação CNPJ 10573521/001-91;quatro depósitos no valor de 8 mil reais na conta de R.C.G.O (Mercado Pago com o mesmo CPF acima), quatro depósitos no valor total de 8 mil reais no nome de M.E.C.S., (Mercado Pago mesmo CNPJ; dois depósitos no valor de 4 mil reais (Mercado Pago com o mesmo CNPJ; dois depósitos no nome de T.G.C. (Mercado pago com o mesmo CNPJ); quatro depósitos no valor de 8 mil reais no nome de J.S.A, CPF 0155209903-40 (Mercado Pago mesmo CNPJ, dois depósitos no valor de 4 mil reais (Mercado pago mesmo CNPJ), um valor de 2 mil reais, um depósito de 2 mil reais nome de S.B.S. (Mercado Pago mesmo CNPJ). Valor total do golpe 48 mil reais.

Os envolvidos foram convidados a comparecer a Delegacia Regional da Polícia Civil de Colatina para prestar declarações à autoridade policial de plantão.
O número usado pelo estelionatário foi: 99-98835-9448. (Portal ES Fala)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.