FBHA se reúne com Comissão de Turismo da Câmara e defende o Marco Regulatório dos Jogos como fomento ao setor

Compartilhar
Alexandre Sampaio defendeu com o deputado Bacelar que é necessário trabalhar pelo Marco Regulatório dos Jogos como uma saída para fomentar o turismo, uma vez que o setor hoteleiro pode integrar os cassinos sem os resorts

Na última terça-feira (16), Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), esteve presente na videoconferência realizada com o novo presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Bacelar (Pode-BA). Na ocasião, os representantes do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), também marcaram presença.

O encontro teve o objetivo de apresentar ações para impulsionar o turismo nos estados, tomadas a partir de uma avaliação junto com empresas e instituições do setor, na construção de uma agenda única nacional. Além disso, a reunião buscou apresentar outras estratégias para mitigar os impactos advindos da crise provocada pela Covid-19.

“Queremos construir, de modo participativo com os stakeholders, 27 documentos de orientação ao poder executivo local, sobre as prioridades para o desenvolvimento do turismo sustentável e ações de curto prazo para fazer frente aos desafios, considerando um norteamento estratégico para médio e longo prazos. E nada mais consonante do que apresentar à Casa de Leis, em especial a comissão que legisla em favor do turismo brasileiro”, conta Alexandre Sampaio, presidente da FBHA, diretor da CNC e responsável pelo Cetur.

Sampaio defende que é necessário trabalhar pelo Marco Regulatório dos Jogos (PL nº 442/91) como uma saída para fomentar o turismo, uma vez que o setor hoteleiro pode integrar os cassinos sem os resorts.

“Esse caminho da volta do jogo é necessário para alavancar o turismo brasileiro, contribuindo com a geração de emprego e renda”, destacou.

Plano estratégico

Para o deputado Bacelar, o plano estratégico é positivo para o setor e vai ao encontro das suas prioridades na Comissão de Turismo. De modo geral, analisar as tendências, identificar oportunidades e conhecer os pontos críticos para a retomada do segmento nos estados são os principais pontos defendidos na linha de atuação integrada.

Segundo Bacelar, a comissão ouvirá os integrantes do setor para definir estratégias e convidou o Cetur para fazer a apresentação para todo o colegiado, em data posterior a ser agendada. Ele disse que, como alternativa a grandes eventos – como o Carnaval, suspenso neste ano –, surgem o turismo religioso, ecológico e a regulamentação dos jogos no país, bandeira defendida pelo parlamentar.

Além disso, o deputado sugeriu, na videoconferência, a realização de uma agenda com Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados para tratar as demandas prioritárias para o setor.

Comentar com o Facebook