FenaCap reforça o papel social dos títulos de Capitalização para a filantropia no Capta 2021

Blog do Editor I 25.11.21

Por: Magno José

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
“A Filantropia Premiável tem sido fundamental para garantir a sustentabilidade destas ações e são inúmeros os acordos hoje selados por empresas do setor associadas à FenaCap”, Carlos Alberto Corrêa

A importância da Capitalização para o fomento de projetos de filantropia – incluindo os de organizações não-governamentais – será o tema da palestra do diretor-executivo da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), Carlos Alberto Corrêa, na sexta edição do Capta 2021. Promovido pela Rede Filantropia, o evento reúne especialistas de diferentes segmentos para tratar da captação de recursos para programas sociais. Nesta quarta-feira (24), Carlos Alberto Corrêa apresentou o “Título de Capitalização para captação de recursos”.

O executivo abordou a importância dos títulos de Capitalização na modalidade de Filantropia Premiável que, de janeiro a agosto deste ano, contribuíram com mais de R$ 827 milhões para entidades voltadas ao trabalho social. Esta modalidade ganhou importância como ferramenta de incentivo aos projetos sociais a partir do novo marco regulatório do setor, implantado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), em 2018.

“A Filantropia Premiável tem sido fundamental para garantir a sustentabilidade destas ações e são inúmeros os acordos hoje selados por empresas do setor associadas à FenaCap. O lado lúdico dos títulos de Capitalização está nas chances de sorteio. O beneficiário também vê a cessão de seu resgate, no produto, às entidades da sociedade que estão comprometidas com ações sociais e ambientais”, acrescenta Carlos Alberto Corrêa.

Os títulos de Capitalização foram criados no Brasil há mais de nove décadas, quando o mundo vivia os reflexos da quebra da Bolsa de Valores de Nova York, em 1929, é também uma importante ferramenta de educação financeira, pois estimula o acúmulo de reserva financeira e assegura recursos a serem usados em momentos de crise.

Comentar com o Facebook