Merchans e sorteios viram polêmica na Record TV

Compartilhar
Luiz Bacci, que comanda o ‘Cidade Alerta’ em São Paulo e um dos destaques da programação da Record se recusou a fazer merchandising enquanto não fosse pago (Foto: divulgação)

 

O clima entre os apresentadores da Record não anda nada bom. Muitos estão revoltados em ter que fazer merchandising pelos quais não são pagos, revela a coluna de Fábia Oliveira, no jornal O Dia.

Um exemplo é o que acontece com o Tik Tok, patrocinador da ‘Fazenda’. Apesar do patrocínio ser só para o programa e apenas a emissora ganhar em cima, apresentadores de outros programas foram obrigados a fazerem divulgação do tal filtro com chapéu de fazendeiro sem receber um centavo por isso.

Luiz Bacci se recusou a fazer enquanto não fosse pago, afinal trata-se de um trabalho à parte e o apresentador está coberto de razão.

O ‘Mundo Record de Prêmios’ também tem sido outro motivo de reclamações, pois ninguém quer se ligar ao conteúdo de sorteios sem receber por isso. A torta de climão é do tipo tamanho família.

Comentar com o Facebook