Novos vice-presidentes da Caixa se reúnem com Febralot e sindicatos estaduais

Lotérica I 01.08.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Os representes da Federação Brasileira das Empresas Lotéricas – Febralot e dos sindicatos estaduais pediram urgência na resolução do reajuste anual das tarifas dos serviços não jogos e adicionais retroativos a 1º de julho

Foi realizada na última quinta-feira (28) em São Paulo, os vice-presidentes da Caixa Júlio Volpp (Rede de Varejo), Thays Cintra (Produto de Varejo), Edilson Carrogi (Fundos e Loterias), Cláudio Salituro (Tecnologia da Informação) e os superintendentes Nacionais José P. S. Neto (Canais Parceiros) e Rodrigo Hideki (Loterias). Os lotéricos estiveram representados pelo presidente da Febralot, Jodismar Amaro e pelos presidentes dos sindicatos estaduais.

A reunião teve o objetivo de boas-vindas dos dirigentes da Febralot ao novo VP de Rede da Caixa, Júlio Volpp e para que o dirigente tivesse conhecimento sob a ótica dos representantes lotéricos quanto à situação atual da rede.

O novo VP de Rede, Júlio Volpp se apresentou e disse que tem bastante conhecimento das loterias por ter trabalhado em suas funções recentes junto às áreas de interação com a Rede Lotérica. Informou que a partir da atualização que está fazendo junto a sua equipe e a partir da nova forma de gerir a Rede através da participação dos VPs das áreas afins e dos principais pontos de preocupação recebidas da Febralot, ele pretende trabalhar pela sustentabilidade da Rede através de atuação conjunta com as demais áreas buscando incluir novos convênios à Rede Lotérica e a sinergia com as agências.

Volpp informou que pretende manter as reuniões mensais de ponto de controle e o trabalho conjunto com os lotéricos. O dirigente também comentou ter ficado bastante impressionado com o interesse dos lotéricos e pela presença em peso dos presidentes dos sindicatos estaduais.

Jodismar Amaro, presidente da Federação Brasileira das Empresas Lotéricas – Febralot, deu as boas-vindas aos presentes e afirmou que acredita no trabalho conjunto para o desenvolvimento da Rede e pediu urgência na resolução do reajuste anual das tarifas dos serviços não jogos e adicionais, retroativos a 1º de julho, conforme acordo no Senado Federal, em 2018.

O VP de Rede informou que a troca de três vice-presidentes de Rede em 30 dias e a presidência da Caixa, atrasou o processo, porém, acredita que em 15 dias, o reajuste será praticado, já que seu voto será finalizado ainda esta semana através do término das justificativas financeiras para ser apresentado ao Conselho Diretor, formado pela presidente e todos os VPs do banco. Disse ainda que trabalham no objetivo de atender ao solicitado pela Febralot, ou seja, média ponderada de R$ 1,00 para as tarifas e reajuste proporcional aos adicionais.

Outro ponto bastante discutido pelos presentes foi sobre a Sustentabilidade da Rede. A pandemia acelerou o processo de digitalização dos clientes e a Rede necessita de novos produtos e serviços, pois as lojas têm ficado vazias em mais de 70% do mês.

Foi solicitado à Caixa ações de curto e médio prazo para que a Rede possa ter novamente o fluxo de clientes durante todo o mês.

Dentre as ideias comentadas destacaram-se:

1) A necessidade de um rápido estudo para verificar a viabilidade da integração do DDA ao PEC, modalidade em que o cliente através do seu CPF, verifica e quita pagamentos em seu nome;

2) Realizar ações para integrar com a realidade necessária, o aplicativo Caixa Tem às lotéricas, seja por cartão com chip, verificação da digital do cliente, utilização de banco de dados do governo na checagem da autenticidade de documentos ou outra forma que encontre respaldo técnico jurídico no banco para eliminar a necessidade de o cliente ter que ir à agência sempre que tiver que atualizar seus dados (troca de chip do telefone).

Outros pontos que foram apresentados e debatidos para ações de curto prazo para o desenvolvimento da Rede:

3) Empréstimo Auxílio Brasil, usar sistema desenvolvido no TFL para fazer pré-cadastro e liberação da operação assim que autorizada pelo governo;

4) Igualar a Comissão dos jogos on-line (SILCE), a que recebemos no canal físico (SIGEL);

5) Permitir que a Rede faça parte da Lei que permite cobrar do cliente as taxas de cartão de débito e crédito;

6) Liberação para venda das Loterias Estaduais, no balcão das Lotéricas, com ênfase naquelas já em andamento;

7) Maior investimento em marketing nos produtos lotéricos, visto que é preciso aumentar as vendas;

8) Abrir o Balcão Lotérico para outras marcas de atividades não concorrentes;

9) Adequar o limite móvel antes de novas inclusões de loterias na Nova Prestação de Contas;

10) Campanha publicitária para atrair clientes de volta as lotéricas;

11) Implementação direto nos TFL’S permitindo todo recebimento através de cartões de crédito e débitos de qualquer Instituição financeira, sem custo aos lotéricos;

12) Combate aos sites ilegais de apostas;

13) Retorno da Loteria Instantânea, direcionamento do LOTEX para a Rede Lotérica;

14) Nova Loteria Federal híbrida (bilhete/TFL);

15) Títulos de Capitalização com sorteios semanais, à exemplo dos CAP’s Estaduais;

Nas reuniões de ponto de controle estes e outros assuntos terão suas ações definidas, revisadas e seus prazos acompanhados.

O VP de Loterias, informou ainda as seguintes novidades:

– O valor do prêmio da Lotofácil da Independência deve chegar durante a arrecadação a R$ 170 milhões como previsão e terá seu sorteio realizado no dia 10 de setembro no Museu do Ipiranga, que será reinaugurado pelos festejos da bicentenário da Proclamação da Independência.

– Em breve todas as modalidades terão na conferência das apostas a diferenciação entre “não premiado” e “não apurado”, bem como a inclusão de um QR CODE para “resposta” sem a necessidade do volante, novas funcionalidades à exemplo do Super Sete.

“Esta sistemática de trabalho de qualidade da FEBRALOT e sindicatos estaduais só é possível de ser realizada através da arrecadação obtida pelos lotéricos associados, assim sendo, é importante que todos se conscientizem da necessidade da manutenção desta representação forte através de sua participação. Juntos Somos Mais Fortes! Lotéricos Valem Mais!”, defendeu o presidente da Febralot, Jodismar Amaro. (Com Notícias Febralot)

 

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.