Votação do PL 442/91: Líderes partidários querem mais um dia para trabalhar bancadas

Blog do Editor I 22.02.22

Por: Magno José

Compartilhe:

Felipe Carreras: 'não é só legalizar, mas proteger os jogadores e apostadores'

A votação do projeto que legaliza o jogo no Brasil deve ser adiada para amanhã (quarta-feira) na Câmara. O relator da proposta, deputado Felipe Carreiras, voltou a se reunir com as lideranças na manhã desta terça-feira (22). Parte delas pediu mais um dia para conversar com as respectivas bancadas. A maioria dos líderes trabalham em favor do projeto.

A bancada evangélica ainda tenta impedir a votação. Segundo líderes ouvidos por Bastidor, porém, prevalece apoio ao projeto. Apesar de declarações contrárias de Bolsonaro, seu governo articula a aprovação da proposta. É algo que une a ala política e a equipe econômica, que entende que o jogo deve gerar arrecadação aos cofres públicos.

Os defensores da legalização argumentam que os jogos ajudarão a criar 1 milhão de empregos direto e indiretos.

Arthur Lira passou a demonstrar grande empenho na aprovação do projeto. Rodrigo Pacheco também é favorável. Flávio Bolsonaro, outro entusiasta, chegou a viajar para Las Vegas no início do governo do pai a convite do lobby para trazer argumentos a Jair Bolsonaro, revela reportagem de Nonato Viegas no Bastidor.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.