Associação dos Magistrados Brasileiros recebe representantes dos Bingos

Compartilhar

O Presidente da AMB, Nelson Calandra, recebeu, nesta quarta-feira (15), representantes da Associação Brasileira de Bingos (Abrabin), para discutir o Projeto de Lei nº 2944/2004, que regulamenta a atividade dos bingos no país.

De acordo com Calandra, antes de aprovar qualquer proposta, é preciso pensar em um plano estratégico para a atividade. “Deve-se pensar em uma nova roupagem dessa atividade para que ela não seja mais associada à ilegalidade, como acontece hoje em dia. Uma das alternativas é também utilizar uma nova nomenclatura, ou seja, deixar de lado o termo de jogo e começar a se pensar em uma atividade lúdica e de entretenimento”, argumentou.

O presidente da Abrabin, Olavo Sales da Silveira, afirmou que a proposta da Associação é incentivar um novo segmento de economia. “Fomos muito prejudicados com todas as taxações relacionadas ao nosso grupo. Somos uma classe organizada que é prejudicada por um número de pessoas que vive na clandestinidade. O nosso principal objetivo é proporcionar entretenimento e emprego às pessoas”, defendeu Silveira.

Além de autorizar as modalidades de bingo coletivo, eletrônico e individual, o projeto cria o Fundo Social da Fome, Cultura e Desporto. No momento, o projeto tramita na Câmara dos Deputados e aguarda votação em plenário.

Ainda segundo o Presidente da AMB, é preciso regulamentar a atividade com uma visão no futuro. “Recebo com muita simpatia essa classe de empresários que vem, engajada, lutar para colocar o nosso país para frente por meio da criação de empregos e da geração de impostos em nosso país”, disse.

Ao final do encontro, o presidente da Abrabin entregou um documento para análise da AMB. De acordo com dados da Associação, existem 143 países que já legalizaram a atividade. (Ascom AMB – Karyne Graziane)

Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta