Conheça a íntegra do relatório parcial da CPI dos Bingos

Compartilhar

Clique aqui.


Relatório parcial pede extinção do contrato da Gtech com a CEF

Em seu relatório parcial, divulgado nesta quarta-feira (18), o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito dos Bingos, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), propõe que o Congresso Nacional, por decreto legislativo, torne nulo o contrato entre a Caixa Econômica Federal (CEF) e a empresa Gtech do Brasil Ltda a partir de 14 de maio de 2006, vedando sua prorrogação. Garibaldi também pede o indiciamento criminal de 34 pessoas físicas e três pessoas jurídicas que foram investigadas durante os trabalhos da CPI, entre elas o atual presidente da Caixa, Jorge Mattoso, acusado de crimes contra o procedimento licitatório, prevaricação e improbidade administrativa.
O relator indica ainda o indiciamento de Waldomiro Diniz da Silva, Rogério Tadeu Buratti, Sérgio Cutolo dos Santos e Emílio Humberto Carazzai Sobrinho.O decreto legislativo também estipula o prazo de 60 dias para a CEF regularizar o cronograma de substituição da Gtech no canal lotérico.Na justificação da proposta, Garibaldi argumenta que a relação contratual entre a CEF e a Gtech para a operação do canal lotérico da Caixa sempre se apresentou eivada de irregularidades, como ficou demonstrado amplamente, em sua opinião, durante as investigações da CPI dos Bingos.
O relatório ressalva que não apresenta qualificação das condutas do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, do ex-deputado e ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu e do ex-dirigente da Caixa Econômica Federal Danilo de Castro por não ter procedido à argüição dessas pessoas.

Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta