‘Estou livre’, diz Tirullipa após ser ouvido e ter bens devolvidos pela polícia

Apostas I 20.07.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Tirullipa publicou nesta segunda-feira (18) uma foto com os policiais do 27º Distrito Policial (DP), de Campo Belo, em São Paulo, que apurou a relação do humorista com uma empresa de apostas pela internet, que está sendo investigada (Foto: Reprodução/Instagram)

O humorista e influenciador digital cearense Everson Silva, o Tirullipa, voltou às redes sociais nesta segunda-feira (18) e comemorou após ser ouvido e liberado pela Polícia Civil, que apurou o envolvimento dele com uma empresa de apostas esportivas na internet, investigada em São Paulo.

“Estou feliz demais, obrigado, meu Deus. A verdade veio à tona, obrigado. Fui liberado, tudo resolvido, gente. Como é bom fazer o bem, como é bom estar correto, como é bom fazer o certo, vale a pena. Eu estou livre”, disse Tirullipa em um vídeo publicado em rede social.

O humorista foi alvo de um mandado de busca e apreensão na quarta-feira (14), em uma operação da polícia contra a empresa Betzord, investigada pelo 27º Distrito Policial (DP), Campo Belo, por suspeita de crime contra a economia popular e associação criminosa.

Ele negou o envolvimento dele com a empresa e anunciou que se afastaria das redes sociais até que tudo fosse esclarecido. Nesta segunda-feira ele comentou sobre o período afastado e anunciou o retorno.

“Quero pedir desculpa ao meu público, por ter ficado longe. Eu precisei ficar longe, para na hora certa aparecer com essa alegria, porque eu precisava. Só falo quando estou bem, só consigo passar alegria quando estou alegre e eu estou muito alegre, estou muito feliz. Tô voltando para casa. O palhaço está de volta”, falou Tirullipa.

O humorista também publicou uma foto com os policiais da unidade, agradeceu aos agentes e brincou com a situação.

“Eles foram na minha casa e eu fui na casa deles também. Estamos quites ‘abestados’. Tudo esclarecido e resolvido. A verdade sempre prevalecerá. Na próxima só avisa antes, que eu vou preparar um churrasco para vocês”, escreveu Tirullipa na publicação.

A assessoria jurídica de Tirullipa já havia divulgado uma nota na quinta-feira (14) negando qualquer envolvimento do humorista com a empresa investigada e informou que ele realizou apenas uma “divulgação pontual e única”, no ano de 2021.

A influenciadora digital Deolane Bezerra também foi alvo de busca e apreensão na investigação contra a mesma empresa. Ela também se manifestou nas redes sociais informando que estava “bem tranquila, porque tudo é declarado”.

Com mais de 35 milhões de seguidores no Instagram, Tirullipa, de 37 anos, é filho do também humorista Tiririca, atualmente deputado federal.

O que diz a defesa de Tirulipa

“Em atenção ao que vem sendo veiculado na mídia acerca do cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do humorista Tirulipa, a assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa. Além disso, não figura como investigado no inquérito. Vale destacar que o artista realizou apenas uma ação de divulgação pontual e única, no ano de 2021, para a empresa investigada. Ressalta-se ainda, que todos os valores e itens apreendidos em sua casa são provenientes do seu trabalho, legalmente declarados e já estão sendo devolvidos ao artista, que segue contribuindo com toda a investigação e à disposição da justiça!”, informa nota divulgada nesta pela defesa de Tirulipa, que é feita pelos advogados Caio Sanas e Jamilson de Morais Veras.

O que diz a defesa de Deolane

“A assessoria jurídica da advogada e influenciadora DEOLANE BEZERRA comunica que, no dia de hoje a influenciadora recebeu em sua residência a equipe de investigação do 27º DP, ao qual cumpriram a ordem judicial de busca e apreensão a fim de coletar provas para o inquérito policial que busca investigar diversos influenciadores que fizeram publicidades para a empresa Betzord, a qual atua no seguimento de jogos e apostas esportivas on-line. Na determinação judicial, a Deolane Bezerra é elencada APENAS como averiguada, em decorrência de um suposto patrocínio da empresa investigada, em relação a uma festa que ocorreu em meados de 2021, não fazendo qualquer ligação de fato criminoso à influenciadora. Cumpre esclarecer que, todos os contratantes da Deolane Bezerra passam por um rigoroso processo de avaliação de idoneidade da empresa/pessoa, bem como, sobre o crivo da legalidade do produto/serviço a ser divulgado pela influenciadora. Desta forma, seguimos tranquilos colaborando com as investigações e confiantes na lisura do processo judicial. Cumpre salientar que, repudiamos e tomaremos as providencias cabíveis contra qualquer tentativa de sensacionalismo que tentem vincular a imagem da Deolane Bezerra a condutas delituosas. Em observância a limitação do segredo de justiça para o apuratório, é o que temos no momento para explicitar”, informa nota divulgada pela defesa de Deolane.

O que diz a defesa da Betzord
“A BETZORD tomou conhecimento que está sendo investigada por autoridade policial, em inquérito originado para apurar o comércio de rifas nas redes sociais. A empresa está buscando as autoridades policiais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais. Em respeito aos seus consumidores reitera que sempre pautou sua conduta profissional dentro dos limites legais e seu produto é registrado nos órgãos competentes. A empresa contribui e sempre irá contribuir com as investigações e quando oportunizado demonstrará a legalidade de seus atos. A todos os nossos clientes, informamos que estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos e que continuaremos e seguiremos atuando com responsabilidade”, informa por meio de nota divulgada pelo advogado Huendel Rolim, da Equipe Betzord. Assista ao vídeo no g1 CE – Lena Sena.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.