ABCPCC patrocina a Copa dos Criadores no Hipódromo da Gávea no próximo domingo

Jockey I 04.08.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Um festival, com sete páreos de qualidade, com os melhores puros-sangues do país, num cenário de sonho

A Associação Brasileira de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida (ABCPCC), patrocina, no próximo domingo, dia 7 de agosto, a tradicional, Copa dos Criadores. E o palco, mais uma vez, será o belo e deslumbrante, Hipódromo da Gávea. O que pode haver de melhor em nossas vidas turfísticas? Um festival, com sete páreos de qualidade, com os melhores puros-sangues do país, num cenário de sonho. As corridas emolduradas pelos gigantescos coqueiros do Jardim Botânico, a fé representada pelo gigantesco Corcovado, as Pedras, Bonita e da Gávea, a enfeitar as nossas expectativas. E, as nossas emoções e ansiedades, banhadas pelas águas da Lagoa Rodrigo de Freitas. Um dia inesquecível e abençoado em nossas vidas

Para o verdadeiro aficionado por turfe, o próximo domingo será uma pausa na tensão social. Por uma única tarde encantada, poderemos nos esquecer das eleições, e dos seus caricatos candidatos. Da fome, de parte expressiva, dos habitantes da população Das amarguras, causadas pelo alto índice de feminicídios, que assola a sociedade. E, do nosso dia a dia, paralisados, ao ver os preços inacreditáveis, nas prateleiras dos supermercados. Como escreveria, o tricolor, Nelson Rodrigues, em suas crônicas, anteriores a um Fla-Flu, de final de campeonato. “No domingo, todos os vivos têm de sair de suas casas, e os mortos, de suas tumbas. Todos juntos na Gávea, para ver e viver de perto a Copa ABCPCC 2022. O resultado da Copa Clássica, já está escrito há 40 anos antes do nada.

Puro-sangue melhor apresentado

Jelly Bean, velocista de criação do Haras Anderson, e propriedade do Haras Sweet Carol, voltou a ser apresentada em grande estilo na Prova Especial Hernani Azevedo Silva. Adélcio Menegolo, representado no programa, por seu escudeiro, Lúcio Vaz. A filha de Chronnos e Dona da Verdade, por Wild Event agradeceu ao ligeiro descanso, e trouxe para a raia a sua forte e costumeira atropelada, na batuta de Leandro Henrique, o popular, “Braço de Mola”.

Joqueada da semana

Um privilégio para o público turfista carioca rever em ação o talentoso jóquei gaúcho, Vagner Borges. No dorso do potro estreante, Big Will, um filho de Agnes Gold e Equivalenza, por Put It Back, de criação da Coudelaria Bob Mussi, e propriedade do Stud Pixote, encontrou os centímetros que precisava, para ter passagem milimétrica, junto à cerca. Um movimento necessário para desfilar o seu talento e aptidão para exercer o complicado ofício de montar um cavalo de corrida, a mais de 60 quilômetros, por hora, equilibrado com a ponta dos pés nos estribos. Preparo perfeito de Roberto Morgado Neto, na melhor fase de sua carreira.

Personagem

O aprendiz Dylan Silva Machado, irmão dos nossos conhecidos, Muriel Machado e Luan Machado, em pouco tempo, já deixou evidente que não será de coadjuvante o seu papel, no turfe carioca. Todos os melhores jóqueis têm tido enorme dificuldade para enfrentar o talentoso aprendiz, com a generosa descarga de três quilos, a que tem direito pelo regulamento. Bom largador, lúcido, técnico, e com serenidade absurda para um iniciante, Dylan tem sido opção preferida de proprietários e treinadores, para enfrentar os cavalos favoritos.

Duelo na Argentina

O brasileiro, Francisco Leandro, e o argentino, William Pereyra, no momento em que escrevo estas linhas, estão empatados, no topo da estatística do turfe portenho, com 201 vitórias. Tem sido disputa acirrada, entre eles, com alternância diária de resultados, num país em que todo dia há corridas, em três hipódromos diferentes, San Isidro, Palermo e La Plata. William Pereyra, vice-campeão nas duas últimas temporadas, para o próprio Leandro, que é tetracampeão, atravessa ótima fase. Esta semana, inclusive, ganhou três provas do calendário clássico, com Malibu Spring, Niño Guapo, e Tio Boy.

Marcelo Cardoso

Muito bem recebido o retorno do ex-jóquei, Marcelo Cardoso, a Comissão de Corridas do Jockey Club Brasileiro. Profissional de currículo invejável na profissão, com triunfos em quase todas as provas importantes do calendário clássico nacional, Marcelo possui bastante credibilidade, por seu temperamento sereno, comedido e discreto. Os próprios ex-colegas de profissão admitem que se sentem mais confiantes com a sua presença nos julgamentos.

Royal Ship

Impressionante o desempenho de Royal Ship em seu triunfo no San Diego Handicap, em 1700 metros, na areia, num lote de corredores credenciados, como é o caso de Country Grammer, ganhador da Dubai World Cup. Richard Mandella trouxe o corredor em estado atlético deslumbrante, e, Mike Smith, colecionou mais um triunfo do calendário clássico, no seu extraordinário currículo. (Páreo Corrido, por Paulo Gama – Raia Leve)

***

Cristal tem reunião com apenas sete páreos nesta quinta-feira

A diretoria do Jockey Club do Rio Grande do Sul realiza reunião de apenas sete provas, hoje à tarde, no Hipódromo do Cristal, em Porto Alegre. A largada do primeiro páreo será às 16h05, e o encerramento das corridas está previsto para às 19h30. O destaque técnico do programa será a disputa do Clássico Ministro da Agricultura, em 2200 metros, em pista de areia. Eis o campo completo da prova, e os respectivos jóqueis: 1- Glory War (M. B. Souza), 2- Imhotep (L. G. Costa), 3- Quadro Negro (L. Felipe), 4- Ghost Breaker’s (L. Gouvêa), 5- Fera do Mano (P. Jesus).

No próximo domingo, como acontece uma vez por mês, o clube hípico gaúcho, vai promover reunião matinal, com início às 11h, e encerramento, por volta das 13h. Esta iniciativa tem feito sucesso junto ao público turfista devido a participação efetiva no prado gaúcho do público infantil, adolescente e feminino. Por este motivo, foram formadas apenas sete provas hoje. Com este reforço de duas carreiras ficou assegurado o sucesso da reunião dominical. (Raia Leve – Paulo Gama)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.