Alarme falso de atirador na Las Vegas Strip causa pânico

Blog do Editor, Pôquer I 18.07.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Fotos compartilhadas nas redes sociais mostraram segurança do lado de fora da entrada do manobrista do MGM. Uma porta quebrada podia ser vista, assim como várias pedras grandes no chão

Milhares de pessoas passaram por momentos de terror na madrugada deste domingo (17) em Las Vegas. Um suposto atirador teria alvejado pessoas no cassino MGM, na Strip, principal avenida da cidade. O barulho de “tiros” causou pânico em vários locais, inclusive no Bally’s e no Paris, onde está acontecendo a WSOP.

No entanto, segundo a polícia local, o que causou os estampidos foi uma porta quebrada no próprio MGM. Alguém atirou pedras contra a porta, causando barulhos semelhantes aos de tiros. O vândalo já foi detido.

Não se sabe como, mas a ação teve consequências ao longo de toda a Strip quando multidões entraram em pânico correndo pelos andares do cassino e fora dos hotéis.

Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas twittou “Os relatórios iniciais são de uma porta de vidro quebrada causando um barulho alto que assustou as pessoas na área de manobrista”, disse o departamento.

Fotos compartilhadas nas redes sociais mostraram segurança do lado de fora da entrada do manobrista do MGM. Uma porta quebrada podia ser vista, assim como várias pedras grandes no chão.

Vídeos adicionais compartilhados on-line mostraram multidões correndo pelos andares do cassino e pelas ruas. Um vídeo mostrou policiais com suas armas apontadas correndo em direção à placa de Nova York, Nova York do lado de fora, enquanto a multidão fugia na direção oposta.

Dirigindo-se a repórteres no local, o capitão da polícia de Las Vegas, Brandon Clarkson, disse que a pessoa que se acredita ter quebrado a porta de vidro foi detida por suspeita de destruição de propriedade, informou a KSNV.

Uma pessoa sofreu ferimentos leves depois de cair durante o pânico inicial, disse a polícia.

A Fox News Digital entrou em contato com o Departamento de Polícia de Las Vegas para obter mais informações. Um comandante de vigilância da polícia negou relatos infundados de mídia social, alegando que o incidente foi qualquer tipo de brincadeira ou ataque premeditado.

Ele disse que o incidente ocorreu apenas no MGM, mas o pânico se espalhou para outros cassinos.

Mais tarde, o MGM Grand Hotel tuitou que as operações no MGM Grand e em todas as propriedades da Strip continuavam como de costume.

“Rumores de tiros disparados contra Bally’s/Paris/WSOP são falsos”, tuitou a conta da World Series of Poker. “Imploramos que os jogadores que usam as redes sociais sejam responsáveis e não espalhem rumores criando pânico.”

Jogadores do WSOP relatam piores momentos de suas vidas

No Bellagio, na área de cash games, Chino Rheem registrou os momentos de tensão, com pessoas se escondendo embaixo das mesas e correndo de um lado para outro, revela reportagem do CardPlayer.

No Bally’s, o brasileiro Marcelo Giordano mostrou mesas reviradas e diversos objetos perdidos pelo salão. Fabiano Kovalski, que estava jogando o $5k 8-handed da WSOP, falou com a Card Player: “Cara, olha como eu estou tremendo. Eu estava perto da saída, só vi a confusão e o pessoal gritando “tiroteio, tiroteio”, entrei dentro do primeiro táxi que vi com alguns outros jogadores e fomos parar nem sei onde”.

Daniel Negreanu foi outra vítima da confusão. Ele acabou sendo pisoteado ao tentar sair do cassino Paris e postou uma foto de como ficou a sua mão. “Comecei a correr com a multidão e acabei sendo pisoteado. Pelo menos estamos a salvo”, revelou.

Rafael Moraes, que estava jogando o US$ 10K 6-Max Championship, relatou que também estava perto da porta e conseguiu sair correndo, mas voltou para dentro do salão imediatamente ao lembrar que sua esposa, Lauriê Tournier, estava jogando um outro evento. “Cara, eu olhei para o lado e tinha muita gente correndo e gritando. Eu perdi meu celular, a Lali também. Foi a situação mais bizarra que vivi jogando poker. E quando eu não achava a Lali, era todo mundo correndo pra fora e eu tentando voltar”.

Thiago Pirani, que fez reta final no Main Event, disse nunca ter tido tanto medo: “Eu estava na roleta, e dei muita sorte que estava perto da saída. Eu olhei para o lado e tinha muita gente correndo, parecia um arrastão. E o pessoal gritando que estava tendo tiro, eu só saí correndo para fora do cassino. E tinha gente chorando, passando mal. Foi surreal”.

A situação de Thiago ainda foi mais curiosa, ele tinha acabado de apostar US$10 no número 25 na roleta e quando a confusão começou, o número 25 saiu, rendendo a ele US$ 360. “Cara, na hora eu nem pensei nisso, vi que tinha dado meu número, mas só queria estar longe dali. Deixei as fichas todas para trás, quase esqueci minha mochila. Quando a situação acalmou, eu voltei, mas eles não queriam me pagar. Depois de muito custo, conseguiram ver nas câmeras que eu realmente tinha apostado no 25 e me pagaram”, revelou.

Os torneios da WSOP foram paralisados e voltam no domingo, a partir do meio-dia (horário de Las Vegas). Os cassinos disponibilizaram atendimento no local para as pessoas que se feriram. A princípio, ninguém ficou em estado grave, mas diversas pessoas tiveram que ser encaminhadas para o hospital para receber atendimento.

Tiroteio no hotel Mandalay Bay

Lembrando que em outubro de 2017, Stephen Paddock abriu fogo de sua janela no 32º andar do hotel Mandalay Bay contra uma multidão que participava do festival de música Route 91 Harvest no Las Vegas Strip em 1º de outubro de 2017. No total, 60 pessoas foram mortas, inclusive o próprio atirador, e mais de 500 ficaram feridas. Este crime continua sendo o tiroteio em massa mais mortal da história moderna dos EUA até hoje.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.