Andréia Sadi: Bancada religiosa pressiona Lira contra jogos de azar e conta com veto de Bolsonaro

Blog do Editor I 23.02.22

Por: Magno José

Compartilhe:

Substitutivo ao PL 442/91 completa 5 anos de aprovado

O texto pode ser votado nesta quarta-feira (23). Lira quer conversar com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco e, se houver clima, o Congresso pode aprovar o projeto ainda nesta semana.

Representantes de diferentes igrejas e segmentos – de católicos a evangélicos – têm pressionado o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), contra a aprovação do projeto que legaliza os jogos de azar no Brasil.

Lira, segundo o blog apurou, tem recebido mensagens e pedidos de parlamentares religiosos contra o projeto desde segunda-feira. O texto pode ser votado nesta quarta-feira (23). Antes de decidir a pauta, Lira quer conversar com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Se houver clima, o Congresso pode aprovar o projeto ainda nesta semana.

As igrejas, no entanto, contam com o veto de Bolsonaro. O presidente, que quer o apoio eleitoral desses segmentos, tem sinalizado nos bastidores que pode vetar o texto para agradar aos religiosos em troca de apoio na eleição.  (Andréia Sadi – G1)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.