Evangélicos prometem ocupar Brasília contra a liberação dos jogos

Blog do Editor I 09.03.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Presidente da República foi cobrado por líderes religiosos a vetar o PL dos jogos de azar e a ser mais incisivo na defesa de pautas conservadoras (Foto: Facebook)

A bancada evangélica promete encher Brasília de pastores e líderes religiosos nesta semana para tentar barrar o projeto de lei, aprovado pela Câmara no fim do mês passado, que autoriza os jogos no Brasil.

Após passar na Câmara, agora a proposta está no Senado.

O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, o deputado Sóstenes Cavalcante, quer promover um encontro de lideranças religiosas com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que já topou. Falta a data.

A promessa é ocupar o Senado a exemplo do que ocorreu para a aprovação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal.

Sóstenes tenta mobilizar as lideranças religiosas nos estados para que cada uma delas fique responsável por pressionar o seu senador. (Nonato Viegas – O Bastidor)

***

Em aceno aos evangélicos, Bolsonaro diz: “Dirijo a nação para o lado que os senhores desejarem”

Depois de uma reunião com lideranças evangélicas no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro afirmou que vai dirigir a nação para o “lado que os senhores assim o desejarem”.

A frase é um novo aceno de Jair Bolsonaro para a bancada da bíblia, após ser cobrado pela falta de apoio às chamadas pautas conservadoras ao longo de três anos de governo.

Apesar de ter emplacado um juiz “radicalmente evangélico” no STF – André Mendonça, setores conservadores do Congresso ainda criticam o presidente da República por não ter defendido pautas como a proibição do aborto ou a criminalização da ideologia de gênero.

Bolsonaro também foi cobrado por líderes religiosos a vetar o PL dos jogos de azar, aprovado em fevereiro pela Câmara.

“Seria muito fácil estar do outro lado. Mas, como eu acredito em Deus, se fosse para estar do outro lado, nós não seríamos escolhidos. Eu falo ‘nós’ porque a responsabilidade é de todos nós. Eu dirijo a nação para o lado que os senhores assim o desejarem”, disse o presidente da República.

A reunião também serviu para que Jair Bolsonaro mostre força ao seu eleitorado evangélico, frente às iniciativas dos seus principais adversários na disputa pela Presidência da República. Lula, por exemplo, instituiu 18 núcleos regionais para angariar apoio de setores mais conservadores para a sua candidatura.

***

Girão diz que jogos de azar “levam pessoas a perderem seus valores”

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE), afirmou nesta quarta-feira, 2, que os jogos de azar “levam pessoas a perderem todos os seus valores”, incluindo emprego e até a própria vida.

A afirmação foi feita em vídeo publicado na sua conta do Twitter. Na postagem, o parlamentar escreveu:

“A bola agora está com o @senadofederal e acredito que podemos reverter o resultado, pois os argumentos contrários são muito consistentes. Temos apoio de entidades de controle e fiscalização do Brasil que apontam porta escancarada para lavagem de dinheiro e corrupção”. (Focus.Jor)

Quais são os interesses e a quem interessa manter o jogo na ilegalidade?

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.